DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Dissertações de Mestrado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9260

Title: Arqueologia foucaultiana da pedagogia: indicação de leitura
Authors: Nogueira, Sandro dos Santos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Santana, Kleverton Bacelar
Keywords: Educação - Filosofia;Foucault, Michel -1926-1984;Psicologia;Poder disciplinar
Issue Date: 2011
Abstract: Esta dissertação de mestrado tem por objetivo conhecer as indicações de Michel Foucault sobre a pedagogia na modernidade, a partir da leitura de sua obra. Desse modo, o trabalho se dirige aos dois primeiros momentos que demarcam a obra foucaultiana, a arqueologia e a genealogia. No que tange a fase arqueológica, procurou-se descrever o solo em que subjaz o saber pedagógico e destacou-se a psicologia como fundamento racional da pedagogia e, ao mesmo tempo, as críticas do filósofo francês ao saber psicológico e como essas críticas se estendem a pedagogia. Para esse objetivo, foi necessário recorrer a obras que são anteriores a essa fase porque versam diretamente sobre as relações entre a psicologia e a pedagogia. Nesse aspecto, a pesquisa revelou que a pedagogia apoiada no pólo clínico da psicologia se transformou em uma terapêutica porque diagnostica o homem, tratando dos seus problemas na relação consigo mesmo e na educação, nos entraves de aprendizagem. No que se refere à fase genealógica, procurou-se descrever como funciona o poder pedagógico nas instituições educativas a partir de exemplos fornecidos pelo autor, de modo particular, na obra Vigiar e Punir. Nesse sentido, se destacou a escola como um dispositivo do poder disciplinar e de seus mecanismos. Assim, a pesquisa mostrou que a pedagogia se formou no interior da instituição educativa para conduzir e adaptar o aluno às suas funções e normas. Da crítica radical de Foucault à pedagogia, se retirou que ela (a pedagogia) é um saber possuidor de um solo frágil por se fundamentar em um saber cientificamente duvidoso, atravessador e perigoso, tanto pelo psicologismo quanto pelo antropologismo; um saber “estranho” porque se desenvolve sob a chancela do poder disciplinar e nele se movimenta como “guardião” da normalização dos sujeitos no meio educativo.
Description: 128 f.: il.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9260
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Sandro dos Santos Nogueira.pdf905.3 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA