DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Dissertações de Mestrado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32948

Title: Currículo como “conversa complicada”: concepções de currículo a partir de narrativas de professoras.
Authors: Silva, Sara Betania de Souza
???metadata.dc.contributor.advisor???: Sá, Maria Roseli Gomes Brito de
Keywords: Currículos;Conversação;Professores;Experiências;Desenvolvimento de currículo;Curriculum;Complicated conversation;Currere
Issue Date: 4-Mar-2021
Abstract: Este trabalho dissertativo é fruto da pesquisa desenvolvida para conclusão do curso de Mestrado em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia – UFBA. A referida investigação se propôs desenvolver uma “conversa complicada” sobre currículo com as professoras da Escola Núcleo Municipal Izidro Alves de Jesus e suas anexas, localizadas no distrito da Matinha, da rede Municipal de Feira de Santana e buscou refletir com esses docentes sobre suas experiências de formação curricular e suas narrativas a respeito das vivências e das práticas curriculares desses profissionais, na tentativa de dialogar sobre a relação de suas experiências com as concepções de currículo que desenvolvem em suas práticas em sala de aula. Tem como inspiração a obra de William Pinar que defende a ideia de currículo como “conversa complicada” no sentido de ligar os sujeitos de currículo ao mundo e consigo mesmos, sugerindo o método currere – o correr do curso, em que o currículo é experimentado e vivido – articulação não linear de forma conceitual e temporal entre passado, presente e futuro, ressaltando a experiência cotidiana do indivíduo e sua capacidade de aprender a partir da experiência. Currículo como conversa complicada, segundo este autor, pode ser uma definição de como entendemos currículo, mas também pode ser o método como o praticamos, relacionando-o a aspectos pessoais, culturais, políticos e históricos dos sujeitos. Buscando refletir nas experiências que passaram e que (trans)formaram concepções de currículo de professoras, foram desenvolvidos encontros formativos pautados em diálogos (pesquisadoras/professoras e sujeitos/professoras) sobre os caminhos formativos e profissionais percorridos e que contribuíram para as ideias e concepções que temos hoje. Os encontros foram denominados de formativos porque se constituíram como momentos férteis para construção e ressignificação de conhecimentos. As concepções expressas por meio das narrativas das participantes da pesquisa revelaram o entendimento de currículo relacionado-o à experiência, ao diálogo e aos conhecimentos a serem ensinados como aspectos que atravessam tanto a concepção quanto o desenvolvimento curricular. Trazer o passado de volta é complicar o entendimento construído pela e através da experiência, além de ajudar a reconstruir subjetividades, privilegiando o diálogo sobre currículo.
ABSTRACT This essay work is product of the research due to the Education's Masters degree of the Universidade Federal da Bahia (UFBA) Education's College. The refered investigation tender to develop a "complicated conversation" about curriculum with the teachers of the Escola Núcleo Municipal Izidro Alves de Jesus and its anexes, located on the Matinha district, of the Feira de Santana's municipal network, and sought to consider with those teachers about their experiences on curricular formation and curricular practices, attempting to dialogue about their experiences relation with the curriculum conceptions developed on their classroom practices. It is inspired by William Pinar's work, which defends the ideia of curriculum as “complicated conversation” in the sense of binding the curriculum subjects to the world and to themselves, sugesting the currere method – the course’s development, in which the curriculum is experimented and lived - non linear articulation in a conceptual and temporal way between past, present and future, highlighting the individual daily experience and capacity to learn from experience. Curriculum as complicated conversation, following this author, can be a definition of how we understand curriculum, but it also can be the method of how we practice it, relating it to the subjects' personal, cutural, political and historical aspects.Seeking to consider about the experiences that were left behind and (trans)formed conceptions about the teachers' curriculum, formative meetings were develped based on dialogues (female researchers/teachers and individuals/teachers) about the formative and professional ways traveled and contributed to the conceptions and ideas that we have today. The meetings were denominated formative because they constitutes themselves as fertile moments for construction and reframing of knowledge. The research participants' narrative expressed conceptions revealed the curriculum knowledge relating it to experience, to dialogue and to the knowlegde to be teached as aspects that cross not only conception but curricular development. Bringing back the past is to complicate the understanding built by and through experience, in addition to help rebuild subjectivities, privileging the dialogue about curriculum.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32948
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação (Sara Silva).pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA