DSpace

RI UFBA >
Escola de Dança >
Programa de Pós-Graduação em Dança (PPGDANCA) >
Dissertações de Mestrado (PPGDANCA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32487

Title: Abrindo caminhos: jovens mulheres no trânsitos entre aprender e ensinar dança
Authors: Ornelas, Ana Cláudia Andrade
???metadata.dc.contributor.advisor???: Aquino, Rita Ferreira de
Keywords: Dança;Ensino-aprendizagem;Mulheres
Issue Date: 15-Dec-2020
Abstract: A pesquisa propõe analisar as experiências de jovens educadoras e educandas de dança, a partir das transformações que ocorrem no trânsito entre o aprender e o ensinar, colocando em relevo o modo como estas experiências contribuem para construção de marcos éticos, com base em princípios comunitários, emancipatórios e de cidadania. Tais experiências (LARROSA, 2016) corroboram para o fortalecimento da dimensão política e atitudinal nestas jovens nas comunidades das quais participam. É no exercício permanente do aprender (ASSMANN, 1998) que modificam o modo como vêm o mundo, a sociedade, o corpo, a dança. Os temas nucleares da pesquisa são os processos de ensino-aprendizagens em dança, relacionando-os com a proposição de emancipação e educação libertadora trazidas por Rancière (2002) e Freire (1967, 1980, 1996). Em uma perspectiva comunitária, discuto os elos que se formam por meio do aprender, como comunidades de sentido (BRANDÃO, 2016), em diálogo com a noção de corpomídia (KATZ & GREINER, 2005). Destaco os estudos do feminismo negro (DAVIS, 2016, 2018; HOOKS, 2013; RIBEIRO, 2017) a partir de conceitos como empoderamento (BERTH, 2018), interseccionalidade (DAVIS, 2016; AKOTIRENE, 2018), para refletir sobre o cruzamento de marcadores que acompanham a trajetória de vida das participantes como gênero, idade, classe, raça e religiosidade. Os estudos dos movimentos sociais de educação popular (FREIRE, 1980), juventude (DAYREL, 2016; ABRAMO, 1998) e de cultura (PORTO, 2006) que reverberaram no cenário nacional nos fins do século passado, contribuem como marcos históricos e como alicerce para entender a contemporaneidade. A etnografia e a auto-etnografia são assumidas como abordagem metodológica, através da participação observante (WACQUANT, 2002; DANTAS, 2016) durante o Tirocínio Docente em componentes curriculares do eixo pedagógico da Licenciatura em Dança na UFBA e em outros contextos formais e não formais de educação em dança. A pesquisa opera na perspectiva da ecologia dos saberes (SANTOS, 2010), de modo a contribuir para a construção de novas epistemes, que podem ser compartilhadas e colocadas à disposição de pesquisadoras e pesquisadores, estudantes e comunidades, fortalecendo a universidade enquanto espaço público de interconhecimento.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32487
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGDANCA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Ana Claudia_Dissertação finalizada.pdf889.56 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA