DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Teses de Doutorado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32402

Title: Metodologias ativas em um currículo de formação médica: otimismo, transcendentalismo, biopolítica e autogoverno.
Authors: França Junior, Raimundo Rodrigues de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Maknamara, Marlécio
Keywords: Currículo Médico;Metodologias ativas;Transcendentalismo;Biopolítica;Autogoverno;Educação médica - Currículos;Médicos - Formação;Aprendizagem ativa;Medical Curriculum;Active Methodologies;Transcendentalism;Biopolitics and Self-government
Issue Date: 13-Nov-2020
Abstract: A temática desta tese doutoral se insere nas discussões sobre educação médica, e de modo específico, sobre currículo médico e o uso de Metodologias Ativas (MAs) de ensino e aprendizagem. Da conexão entre esses temas o presente trabalho objetivou investigar modos como sujeitos são produzidos no currículo de medicina da UFAL (Campus de Arapiraca), o qual foi tomado como o objeto da pesquisa. Para dar conta dessa proposta de investigação, fundamentei meu referencial teórico-metodológico nos estudos pós-críticos sobre currículo (em específico, aqueles de inspiração foucaultiana). O mesmo me fez entender que se quisesse saber como e que tipos de sujeitos vêm sendo produzidos por este currículo, deveria ir até os discursos que sobressaem no mesmo, uma vez que são significados como práticas permeadas por relações de poder-saber que produzem aquilo que nomeiam. São, portanto, nos discursos onde estão articulados os mecanismos acionados para garantir o governo de discentes e a produção de profissionais médicos/as específicos/as. Dito isto, tornou-se central nesse trabalho de investigação, a questão sobre: como são engendrados/produzidos sujeitos no currículo construído para o curso de graduação em medicina da UFAL? O argumento defendido na tese foi de que: o currículo médico da UFAL funciona segundo uma gestão governamental, ou uma governamentalidade, que tem no/a egresso/a de medicina seu alvo principal e no dispositivo da medicina engajada seu mecanismo essencial. O currículo investigado foi compreendido a partir das táticas da governamentalidade que tem nesse dispositivo os modos de controlar a formação médica. A análise incidiu sobre o investimento discursivo desse dispositivo na normalização das condutas e forma mesma de ser médicos/as de discentes do curso de medicina da UFAL. Foram analisados fragmentos discursivos em circulação no currículo - oficial, formal, e em ação - e nas sessões de grupos focais realizadas com discentes do referido curso, mediante emprego de elementos da análise do discurso de inspiração foucaultiana. As análises aqui trazidas evidenciam que o referido currículo ensina modos de ser discentes ativos/as no sentido de posicioná-los/as entre o que seria ou não próprio de um/a profissionais médicos/as dito engajado/a/mais capaz. A tese mostrou que o currículo de medicina da UFAL, ao fundamentar-se nas MAs, investe sobre a produção de médicos/as como algo contingente, que é também ficcional, uma vez que não se tem uma garantia que as posições de um/a discente ativo/a sejam de fato ocupadas no currículo. Contudo, a análise evidenciou que as relações de forças/poder presentes no currículo - acionadas pelo dispositivo da medicina engajada - convergem para que tais posicionamentos sejam ocupados, não restando muitas outras possibilidades de ser discentes (futuros/as profissionais médicos/as) no currículo analisado. Dito de outro modo, conclui-se que os/as discentes são insistentemente convocados/as ao que o currículo prescreve para sua formação dentro de significados específicos sobre como tornar-se um/a médico/a engajado/a.
ABSTRACT The theme of this doctoral thesis is inserted in the discussions about medical education, and specifically, about medical curriculum and the use of Active Methodologies (MAs) for teaching and learning. From the connection between these themes, the present work aimed to investigate ways in which subjects are produced in the medical curriculum of UFAL (Campus de Arapiraca), which was taken as the object of the research. To account for this research proposal, I based my theoretical-methodological framework on post-critical studies on curriculum (specifically, those of Foucauldian inspiration). The same made me understand that if i wanted to know how and what types of subjects are being produced by this curriculum, i should go to the speeches that stand out in it, since they are meant as practices permeated by relations of power-knowledge that produce what they name. Therefore, in the speeches where mechanisms are articulated to guarantee the government of students and the production of specific medical professionals. That said, the question about: how are subjects generated / produced in the curriculum built for the undergraduate medical course at UFAL became central in this research work. The defended argument in the thesis was that: the medical curriculum at UFAL works according to a government management, or a governmentality, which has the main goal of medicine egresses and the essential mechanism of engaged medicine. The investigated curriculum was understood from the tactics of governmentality that has in this device the ways to control medical training. The analysis focused on the discursive investment of this device in the normalization of conduct and the way of being doctors / students of the medical course at UFAL. Discursive fragments in circulation were analyzed in the curriculum - official, formal, and in action - and in focus group sessions held with students of that course, using elements of the analysis of the Foucauldian inspired discourse. The analyzes brought here show that the referred curriculum teaches ways to be active students in the sense of placing them between what would be or would not be proper for a more capable medical professional. The thesis showed that the medical curriculum at UFAL, based on the MAs, invests in the production of doctors as something contingent, which is also fictional, since there is no guarantee that the positions of a active student are actually occupied in the curriculum. However, the analysis showed that the force / power relations present in the curriculum - triggered by the device of engaged medicine - converge so that such positions are occupied, with few possibilities of being students (future medical professionals) remaining in the analyzed curriculum. In other words, it is concluded that students are insistently summoned to what the curriculum prescribes for their training within specific meanings on how to become an engaged doctor.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32402
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese de Doutorado_OK_P XEROX.pdf1.52 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA