DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Teses de Doutorado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31375

Title: A alegria de ser quem é: uma formação palhaça de professores para a diversidade.
Authors: Flórez, Laili Von Czékus
???metadata.dc.contributor.advisor???: Miranda, Theresinha Guimarães
Keywords: Formação de professores;Palhaço;Educação inclusiva;Diversidade;Prática de ensino;Professores - formação;Teachers trainingn;Clown;Inclusive education;Diversity
Issue Date: 3-Feb-2020
Abstract: Com os novos parâmetros da educação inclusiva, na perspectiva de que a escola regular é o espaço e ambiente que deve atender às necessidades de todo e qualquer aluno, os professores encontram-se em crise de identidade, tendo que equacionar uma realidade escolar de diferenças e pluralidades com um sistema educacional homogeneizador e uma formação que não os prepara para tais embates. O resultado é uma sensação de despreparo e desmotivação, que repercute na própria prática pedagógica e relação com seus alunos, criando ou reforçando as barreiras atitudinais que impedem uma educação verdadeiramente inclusiva. Diante disso, a formação tem papel importante no preparo e na autoestima do professor, cujas atitudes esperadas são de acolhimento e respeito à diversidade. Este trabalho tem como objetivo discutir de que modo a dimensão pessoal do professor pode ser trabalhada em uma formação palhaça com a perspectiva de uma educação para a diversidade. Para tanto, foi realizada uma formação de professores de educação inclusiva, fundamentada na pedagogia do palhaço. O estudo, nesse sentido, utiliza o método da pesquisa-ação crítica para analisar os resultados da formação, em colaboração com as sujeitas participantes da pesquisa, com o amparo teórico dos Estudos Culturais. A pesquisa conclui que é necessário e eminente que a formação de professores considere os mesmos enquanto sujeitos integrais, não ignorando suas dimensões pessoais, e que o palhaço é uma possível ferramenta de trabalho neste sentido.
ABSTRACT With the new guidelines of inclusive education, in the perspective that regular school is the space and environment which should meet the needs of each and all students, the teachers find themselves in an identity crisis, needing to equate the school reality of differences and pluralities with a homogenous school system and a training that does not prepare them for such conflict. The result is a feeling of despair and discouragement, that affects the pedagogical practice and in the relationships with the students, creating or reinforcing attitude barriers that impede a truly inclusive education. Faced with this, training has an important role in the preparation and in the self-esteem of the teacher, whose expected attitudes are of warm welcome and respect to diversity. This work has as an objective to discuss the way in which the personal dimension of the teacher that can be approached with clown training with a perspective of education for diversity. For this purpose, a training for inclusive education for teachers was held, based on clown pedagogy. The study, in this sense, uses the critical research-action method to analyze the results of the training, in collaboration with the research participants, with the theoretical support of Cultural Studies. The research concludes that it is necessary and imminent that teacher training considers the teachers themselves as whole subjects, not ignoring their personal dimensions, and that the clown is a possible work tool in this sense.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31375
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Laili von Czékus Flórez - Tese de Doutorado_Educação2019.pdf3.14 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA