DSpace

RI UFBA >
Escola de Teatro >
Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) >
Teses de Doutorado (PPGAC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30152

Title: Memórias de um corpo negro feminino: narrativas poéticas, ancestralidade e processos criativos
Authors: Nogueira, Yasmin de Freitas
???metadata.dc.contributor.advisor???: Martins, Suzana Maria Coelho
Keywords: Mulheres negras;Histórias de vida;Processo de criação;Performance;Corpo
Issue Date: 23-Jul-2019
Abstract: Sustentada no fazer poético por meio da linguagem da performance, esta pesquisa busca percorrer as subjetividades encontradas em distintas narrativas das experiências de vida de mulheres negras no contexto brasileiro, bem como em fragmentos autobiográficos da autora. O resultado da justaposição dessas histórias se opera na ficção, em que é construída uma produção plástico-textual – elaboração escrita e criação artística se amalgamam – por meio de uma persona, em que o corpo é produtor de sentido, suporte discursivo e performativo. Histórias passadas e presentes são revistas para romper com posicionamentos excludentes. Esse texto busca apreender e visibilizar os processos de resistências e a luta pela reexistência das populações afrodiaspóricas, especialmente a mulher negra brasileira. Reflete sobre a necessidade de buscar a voz das mulheres negras, atentando para além do gênero e raça, questões como sexualidade, classe e diversos outros marcadores de diferença que transitam pela experiência do corpo, não dissociando os diferentes eixos de subordinação e buscando representatividade, por meio da criação artística e sua articulação com reflexões teóricas. Sob a ótica decolonial, se ampara na epistemologia feminista negra ao valorar a experiência vivida e os conhecimentos e sabedorias que delas advêm, a importância do diálogo, das trocas, a responsabilidade pelas afirmações, a ética do cuidado, a valorização da singularidade, o lugar das emoções e a empatia, critérios utilizados na validação do conhecimento feminino e negro, visto que tais operações são geralmente realizadas por sujeitos que ocupam lugares de poder e representam hegemonias. As experiências de vida são evocadas nos fragmentos de histórias que funcionam como disparadores para criação artística, abrem um espaço para a fantasia. A pesquisa anseia além da resultante estética, compreender os movimentos e sentidos da sua construção, busca o processo criativo como produção de conhecimento científico e sensível, tensionando as fronteiras entre e realidade-ficção/arte-vida.
Sustained in the poetic making through the language of performance, this research seeks to explore the subjectivities found in different narratives of the life experiences of black women in a Brazilian context, as well as in autobiographical fragments of the author. The result of the juxtaposition of these stories takes place in fiction, in which a plastic-textual production is built – written elaboration and artistic creation are blended – through a persona, in which the body makes sense of it, and also is a discursive and performative support. Past and present Stories are revisited to brake with excluding positions. This text seeks to apprehend and make visible the resistances processes and the struggle for the reexistence of Afro-diasporic populations, especially the black Brazilian woman. Reflects on the need to seek the voice of black women, considering beyond gender and race, matters such as sexuality, class and several other markers of difference that transit through the experience of the body, not dissociating the different axes of subordination and seeking representativeness, through artistic creation and its articulation with theoretical reflections. From a decolonial point of view, it is based on black feminist epistemology when valuing the lived experience and the knowledge and wisdom that comes from them, the importance of the dialogue, of the exchange, the responsibility for affirmations, the ethics of care, the value of singularity, the place of emotions and empathy, criteria used in the validation of feminine and black knowledge, since such operations are usually performed by subjects occupying seats of power and represents hegemonies. Life experiences are evoked in fragments of stories that act as triggers for artistic creation and opens a space for fantasy. This research aspires, beyond the resultant aesthetic, to understand the movements and meanings of its construction, seeks the creative process as production of scientific and sensitive knowledge, stressing the boundaries between reality-fiction/art-life.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30152
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGAC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_MEMÓRIAS DE UM CORPO NEGRO FEMININO.pdf57.36 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA