DSpace

RI UFBA >
Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC >
Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura) >
Teses de Doutorado (Poscultura) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28293

Title: BASTIDORES DA CULTURA DE CONSUMO INFANTO-JUVENIL: ESTUDO SOBRE VETORES SIMBÓLICOS QUE MOTIVAM HÁBITOS E PRÁTICAS DE CONSUMO DE PARCELAS DOS PRÉ-ADOLESCENTES SOTEROPOLITANOS.
Authors: TORRES, VELDA GAMA ALVES
???metadata.dc.contributor.advisor???: PALACIOS, ANNAMARIA JATOBÁ
Keywords: Cultura de consumo infanto-juvenil;Identidade;Comunicação Publicitária;Cultura digital;Pré-adolescentes
Issue Date: 2-Jan-2019
Abstract: Esta é uma pesquisa sobre os aspectos constitutivos da cultura de consumo infanto-juvenil manifestados nos hábitos, práticas e comportamentos de consumo de parcelas de pré-adolescentes soteropolitanos na faixa etária de 8 a 13 anos, buscando compreender as relações que esses sujeitos estabelecem com a cultura de consumo. Nesse sentido, realizamos uma análise interpretativa sobre essas relações, com atenção a cada detalhe das suas falas, gestos e silêncios que pudessem revelar os vetores simbólicos que competem com a comunicação midiática para motivar seus hábitos e práticas de consumo, questão norteadora do nosso estudo. Trata-se de um estudo orientado pela hipótese [de trabalho] de que a motivação para a cultura de consumo infanto-juvenil ocorre no âmbito das interações cotidianas, envolvendo a comunicação midiática, a comunicação verbal (muitas vezes midiatizada) e a comunicação não-verbal acionada pelos gestos e objetos utilizados pelos sujeitos que participam dessas interações. Pressupondo, portanto, que a comunicação midiática (em especial a publicidade) atua em conjunto com outros agentes socializadores e aspectos socioculturais envoltos na visão de mundo desses sujeitos, isto é, nas suas percepções, crenças, atitudes e valores para motivação da cultura de consumo infanto-juvenil. Essa hipótese de trabalho contrapõe, portanto, a afirmação da maioria dos estudos sobre a cultura de consumo infanto-juvenil de que essa cultura é prioritariamente motivada pela comunicação midiática. A investigação proposta foi apoiada no método indutivo, utilizando como procedimentos metodológicos o método Survey na primeira etapa desta pesquisa e Estudo de Casos Coletivo (Multicasos) na segunda etapa, tendo como instrumentos de pesquisa o questionário estruturado e a entrevista semiestruturada. Com relação a natureza dos dados, trata-se de uma pesquisa qualitativa que também fez uso de instrumentos quantitativo para introdução e complementação da análise proposta, buscando aprofundar a compreensão sobre o fenômeno estudado. No que se refere aos objetivos, é uma pesquisa descritiva e interpretativa. É também uma pesquisa exploratória, por buscar uma aproximação com um fenômeno sociocultural ainda pouco explorado na perspectiva proposta nesta tese - isto é, valorizando a agência infanto-juvenil e a cultura de pares no âmbito das relações que esses sujeitos estabelecem nas dimensões do consumo. Nesse sentido, reconhece o caráter simbólico dessas relações, sob uma ótica interacionistas que considera a relação entre pares, o significado dos objetos e a representação das formas simbólicas como modo de interação entre os indivíduos e a sociedade. Para a análise dos dados coletados seguimos um caminho teórico-metodológico orientado pelo paradigma interpretativo, apoiado na perspectiva do interacionismo simbólico. Os resultados deste estudo indicaram os pais e demais membros da família, amigos, a mídia como agentes socializadores que participam das interações cotidianas dos sujeitos pesquisados e distintos aspectos socioculturais que atuam em conjunto com a comunicação midiática, como vetores simbólicos, para motivar os hábitos e práticas de consumo desses sujeitos; destacando-se entre esses aspectos a cultura de pares, a cultura da mídia, o gosto pessoal, os estereótipos, a moda e as características valorativas (culturais e psicossociais) atribuídas aos grupos sociais com os quais se identificam, pertencem ou desejam pertencer.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28293
ISSN: TESE
Appears in Collections:Teses de Doutorado (Poscultura)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
APÊNDICES.pdfapêndices1.88 MBAdobe PDFView/Open
TESE FINALIZADA.pdftese3.6 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA