DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Teses de Doutorado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26072

Title: Nós na Rede - formação continuada na perspectiva do coletivo de coordenadores pedagógicos de Salvador: tensões, desafios e potenciais.
Authors: Souza, Denise Silva de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Viégas, Lygia de Sousa
Keywords: Coordenadores educacionais;Educação permanente;Professores - Formação;Professores - Educação (Educação permanente);Cotidiano escolar;Educational coordinator;Permanent education;Teachers education;Teachers education;School routine
Issue Date: 30-May-2018
Abstract: O estudo teve como objetivo compreender tensões, desafios e potenciais da formação continuada na perspectiva de Coordenadoras Pedagógicas do Coletivo de Coordenadores Pedagógicos de Salvador. A importância da formação continuada é destacada nesse trabalho como uma necessidade intrínseca aos profissionais que manejam a construção do conhecimento e não como produto a ser consumido, em virtude dos ditames de mercado – pseudoformação. O sistema neoliberal afirma a formação como um dos principais antídotos para a melhoria da qualidade da educação, sob o argumento da “incompetência docente”. Contudo, a oferta, na maioria das vezes, se apresenta desconectada das expectativas da escola, colocando em tensão a relação entre o discurso oficial e o cotidiano da escola; os processos de adaptação e resistência nesse espaço. A pesquisa buscou inserir-se nessa tensão para compreender a trajetória de formação continuada no município de Salvador, no período de 2005-2017, a partir das experiências de coordenadoras pedagógicas que têm na formação sua principal atribuição e desafio. Sobre o aporte teórico, as ideias de Adorno (2012) ajudaram a pensar a relação entre Educação e Sociedade, bem como a Formação voltada para a contradição, resistência e experiência – emancipação. Maués (2014) e Santos (2001) contribuíram para a contextualização do objeto no modelo de sociedade vigente; Souza (2014); Saviani (2009); Pimenta (2006); e outros auxiliaram na discussão acerca da Formação Continuada; sobre o cotidiano escolar encontramos referência em Patto (1993) e Ezpeleta e Rockwell (1986). Em relação à Coordenação Pedagógica, Santos e Sampaio (2015); Venas (2013); Placco e outros (2012); Franco (2006); Almeida (2005); Roman (2001) se tornaram referência. Quanto ao percurso teorico-metodológico, elegemos o caminho da pesquisa qualitativa (Minayo, 2011), de inspiração crítica - uma busca por entender tensões, desafios e potenciais presentes em um processo, a partir da análise da história documentada e não documentada. Sobre as estratégias metodológicas o Grupo Reflexivo (VIÉGAS, 2002); Entrevista Semiestruturada (MINAYO, 2011) e Análise Documental (FLICK, 2009) se constituíram subsídios. A Análise de Prosa (André, 1983) foi utilizada para analisar o material de campo. Os resultados foram organizados a partir das categorias: Construção da identidade do Coordenador Pedagógico: um terreno em disputa; Trajetória da Formação Continuada na Rede: tensão entre o instituído e o instituinte; Coordenação Pedagógica e a Formação Continuada na Rede: tensões, desafios e potenciais; Coletivo de Coordenadores Pedagógicos: espaço de formação para contradição, resistência e experiência. Consideramos que a política educacional do município de Salvador vem afirmando na perspectiva de mercado, balizada pelos ditames das agências internacionais, caracterizada pela fragmentação; descontinuidade dos processos e responsabilização dos indivíduos pela qualidade da educação. A análise acerca da trajetória da Formação Continuada na Rede mostrou, portanto, um acirrado e ininterrupto confronto entre o discurso oficial, a prática institucional e o cotidiano das escolas, onde a disputa de versões vai sendo afirmada por meio de movimentos de adaptação impostos pela institucionalidade, e dialeticamente de resistência construídos coletivamente pela via sindical, por iniciativas como o Coletivo de Coordenadores Pedagógicos, bem como por movimentações no lócus específico das escolas. As coordenadoras pedagógicas se colocaram como intelectuais na construção dos processos de enfrentamento às definições institucionais contrárias aos princípios da autonomia, demarcadas pela oferta de pseudoformação. A perspectiva da educação para a emancipação encontra-se em disputa.
ABSTRACT The study aimed to understand tensions, challenges and potential of continuing education from the Pedagogical Coordinators perspective of the Collective Educational Coordinators of Salvador. The importance of continuous training is highlighted in this work as an intrinsic need for professionals who manage the construction of knowledge and not as a product to be consumed, due to market dictates - pseudo formation. The neoliberal system affirms the formation as one of the main antidotes for the improvement of the quality of education, under the argument of “teacher incompetence”. The neoliberal system affirms the formation as one of the main antidotes for the improvement of the quality of education, under the argument of “teacher incompetence”. However, the offer, in most cases, appears disconnected from school expectations, putting in tension the relationship between the official discourse and the school routine; adaptation and resistance processes in this space. The research sought to be part of this tension to understand the continuing education trajectory in the municipality of Salvador, during the period of 2005-2017, based on the experiences of pedagogical coordinators who have in their training their main attribution and challenge. Regarding the theoretical contribution, the ideas of Adorno (2012) helped to think about the relationship between Education and Society, as well as the Training focused on contradiction, resistance and experience - emancipation. Maués (2014) and Santos (2001) contributed to the contextualization of the object in the current model of society; Souza (2014); Saviani (2009); Pimenta (2006); and others assisted in the discussion of Continuing Education; on the quotidian school we find reference in Patto (1993) and Ezpeleta and Rockwell (1986). Regarding the Pedagogical Coordination, Santos and Sampaio (2015); Veins (2013); Placco et al. (2012); Franco (2006); Almeida (2005); Roman (2001) became reference. As for the theoretical-methodological path, we chose the path of qualitative research (Minayo, 2011), of critical inspiration - a search to understand tensions, challenges and potential present in a process, based on the documented and undocumented history analysis. On the methodological strategies the Reflective Group (VIÉGAS, 2002); Semi structured interview (MINAYO, 2011) and Document Analysis (FLICK, 2009) constituted subsidies. The Prose analysis (André, 1983) was used to analyze the field material. The results were organized from the following categories: Construction of the identity of the Pedagogical Coordinator: a disputed land; Trajectory of Continuing Education in Network: tension between the instituted and the instituting; Pedagogical Coordination and Continuing Education in the Network: tensions, challenges and potentials; Collective of Pedagogical Coordinators: training space for contradiction, resistance and experience. We consider that the educational policy of the municipality of Salvador has been affirming in the market perspective, based on the dictates of international agencies, characterized by fragmentation; discontinuity of processes and accountability of individuals for the quality of education. The analysis about the trajectory of Continuing Education in Network showed therefore a fierce and continuous confrontation between the official discourse, institutional practice and the daily life of schools where the dispute versions will be affirmed through adaptive movements imposed by institutions and dialectically collectively built by the trade union resistance route, for initiatives such as the Collective educational coordinators, as well as movements in the specific locus of schools. The pedagogical coordinators put themselves as intellectuals in the construction of coping processes of institutional settings contrary to the principles of autonomy, demarcated by the offer of pseudoformação. The perspective of education for emancipation is still in dispute.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26072
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese de Doutorado - Denise Silva de Souza.pdf6.91 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA