DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Dissertações de Mestrado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24413

Title: Nada contra apenas não curto: educações e construções do corpo afeminado no Scruff.
Authors: Lima, Danillo Mota
???metadata.dc.contributor.advisor???: Couto, Edvaldo Souza
Keywords: Homossexualidade;Corpo afeminado;Pedagogia dos corpos e sexualidades;Homosexuality;Effeminate body;Pedagogy of bodies and sexualities;Aplicativos móveis
Issue Date: 27-Oct-2017
Abstract: Essa dissertação tem como tema as construções do corpo gay afeminado. Assumido o local de importância das tecnologias móveis, optou-se pelo Scruff como lugar de análise. Nesse sentido, esta pesquisa foi guiada pela seguinte questão: Quais as construções e educações do corpo afeminado que são produzidas e/ou veiculadas pelo Scruff? A pesquisa foi elaborada com o objetivo geral de investigar as contruções/educações do corpo afeminado no Scruff. Trata se de um estudo qualitativo, descritivo e analítico, realizado através de observação não-participante e entrevista semiestruturada com sete usuários do Scruff. A análise dos dados construídos foi efetuada por meio da análise de conteúdo, a partir da criação de categorias que emergiram da observação e das entrevistas. Constatou-se que, no Scruff, o corpo funciona como uma mercadoria produzida através de pedagogias dos corpos e sexualidades, na qual o músculo se torna o item mais valorativo. Neste processo, para obter sucesso no uso do aplicativo, são exigidos dois comportamentos: a exibição exacerbada da virilidade (mesmo que não exista) e a negação total de traços femininos (mesmo que exista). O resultado é a percepção dos corpos afeminados como um monstro dentro do aplicativo. Surge, então, como resistência a esses comportamentos, que intensificam a hierarquização dos corpos e homossexualidades, a estética monstra.
ABSTRACT This dissertation has as its theme the construction of the gay effeminate body. Assuming the importance of mobile technologies, Scruff was chosen as the place of analysis. This research was guided by the following question: What are the constructions and educations of the effeminate gay body produced and/or transmitted by Scruff? The research was conducted with the general aim of investigating the constructions/educations of the effeminate body in Scruff. This is a qualitative, descriptive and analytical study, conducted through a non-participant observation and a semi-structured interview with seven Scruff users. The analysis of the constructed data was made through content analysis and based on the creation of categories that emerged from the observation and interviews. It has been found that on Scruff the body functions as a commodity produced through the pedagogies of bodies and sexualities in which the muscle becomes the most valued item. In this process, two behaviours are required to achieve successful use of the application: the exaggerated display of virility (even if it does not exist) and the total rejection of female traits (even if it exists). The result is the perception of effeminate bodies as monsters on the app. The monstra aesthetics therefore emerges as resistance to these behaviours, which intensify the hierarchy of bodies and homosexualities.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24413
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Nada contra apenas não curto.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open
Nada contra apenas não curto.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA