DSpace

RI UFBA >
Escola de Teatro >
Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) >
Dissertações de Mestrado (PPGAC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/17715

Title: Corpo em Aprendizagem: Aprendizagem do Corpo em Clarice Lispector
Authors: Santana, Mônica Leila Portela de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Lopez, Cássia
Keywords: Clarice Lispector;Performatividade;Corpo;Processo Criativo;Gêneros Literários
Issue Date: 18-May-2015
Abstract: Resumo: A pesquisa investiga como a romancista Clarice Lispector constrói as noções de corpo e aprendizagem do prazer dentro do livro Uma Aprendizagem ou O livro dos prazeres, bem como de que maneira esse corpo é apropriado no teatro, no solo teatral da atriz-pesquisadora. A dissertação revela como os procedimentos empregados pela autora para encenar o corpo no palco da escrita, colocando em diálogo contos de Lispector e o romance objeto da pesquisa. Uma genealogia do corpo na história ocidental é proposta, em convergência com os horizontes apontados pelo romance e com base nas reflexões dos filósofos Michel Foucault, Friedrich Nietzsche e aprendizagem como experiência estética, ancorada em John Dewey. Clarice Lispector é lida como uma autora-atriz, cuja escrita se elabora por meio de recursos de mascaramento no texto e retomada de temas biográficos. No quarto capítulo, a atriz-pesquisadora revela o processo criativo do solo Aprendizagem, que transpõe para a cena as noções de corpo, aprendizagem do prazer e a exploração da pluralidade de vozes.
Resumé: A pesquisa investiga como a romancista Clarice Lispector constrói as noções de corpo e aprendizagem do prazer dentro do livro Uma Aprendizagem ou O livro dos prazeres, bem como de que maneira esse corpo é apropriado no teatro, no solo teatral da atriz-pesquisadora. A dissertação revela como os procedimentos empregados pela autora para encenar o corpo no palco da escrita, colocando em diálogo contos de Lispector e o romance objeto da pesquisa. Uma genealogia do corpo na história ocidental é proposta, em convergência com os horizontes apontados pelo romance e com base nas reflexões dos filósofos Michel Foucault, Friedrich Nietzsche e aprendizagem como experiência estética, ancorada em John Dewey. Clarice Lispector é lida como uma autora-atriz, cuja escrita se elabora por meio de recursos de mascaramento no texto e retomada de temas biográficos. No quarto capítulo, a atriz-pesquisadora revela o processo criativo do solo Aprendizagem, que transpõe para a cena as noções de corpo, aprendizagem do prazer e a exploração da pluralidade de vozes.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/17715
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGAC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_MonicaSantana_PPGACUFBA_2013.pdf2.08 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA