DSpace

RI UFBA >
Escola de Dança >
Programa de Pós-Graduação em Dança (PPGDANCA) >
Dissertações de Mestrado (PPGDANCA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15765

Title: Entre sorrisos, lágrimas e compaixões: implicações das políticas culturais
Authors: Carmo, Carlos Eduardo Oliveira do
???metadata.dc.contributor.advisor???: Matos, Lúcia Helena Alfredi de
Keywords: Dança;Política cultural;Artista com deficiência;Arte e dança;Inclusão social;Políticas públicas
Issue Date: 3-Sep-2014
Abstract: Esta pesquisa de mestrado visa compreender as implicações das políticas públicas culturais brasileiras, criadas no período de 2007 a 2012, na produção de artistas com deficiência na Dança e como estes criam nexos com suas ações políticas. São traçadas transversalidades referentes à acessibilidade e às questões sociais, educacionais e culturais relacionadas às pessoas com deficiência, buscando observar seu protagonismo, tendo como parâmetro a visão social da deficiência presente nos Disability Studies. Para isso, foi realizada análise documental, verificando Leis Federais que tratam da acessibilidade de pessoas com deficiência, assim como as convenções internacionais. No campo das políticas culturais brasileiras, foram analisadas as propostas nacionais da cultura e setoriais para a Dança e as diretrizes de políticas culturais para a inclusão, vigentes no período de 2007 a 2012, tendo como suporte o Plano Nacional de Cultura, Plano Setorial de Dança, Sistema Nacional de Cultura e as propostas de autores tais como Gilberto Gil e Juca Ferreira (2013), Albino Rubim e Alexandre Barbalho (2007), Lia Calabre (2007), dentre outros. A pesquisa se configura num Estudo de Caso, com unidades múltiplas, em que foi analisada a produção de quatro artistas profissionais com deficiência que atuam de forma independente para a realização de seus trabalhos artísticos. Os dados aqui coletados foram obtidos através de entrevista semi- estruturada e análise de material iconográfico e documental referente aos seus trabalhos artísticos. O corpo do dançarino com deficiência não é compreendido apenas pelo seu aspecto biológico, mas visto como um sistema complexo que está em constante fluxo de trocas de informações com o ambiente e que a dança produzida por qualquer pessoa não somente é resultado de suas especificidades físicas, como também dessas trocas. O conceito de linhas abissais, apresentado por Boaventura de Sousa Santos (2010), contribui para esta pesquisa ao ser relacionado com o pensamento do corpo ideal para a Dança em contraste com o corpo com deficiência que resulta em lacunas importantes observadas nas políticas culturais. Este estudo aponta a permanência de linhas abissais entre a produção dos artistas com deficiência e as políticas culturais, mas deslocamentos pós-abissais têm sido desenhados, por um pequeno grupo de artistas com deficiência que com suas produções e ação política na dança tem borrado essas fronteiras.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15765
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGDANCA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Carlos Eduardo o do Carmo.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA