DSpace

RI UFBA >
Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC >
Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura) >
Dissertações de Mestrado (Poscultura) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/14410

Title: Nucontrapelo: autobiografia e contracultura em Eu me lembro, de Edgard Navarro
Authors: Fernandes, Paulo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Oliveira, Marinyze das Graças Prates de
Keywords: Eu me lembro;cinema;Contracultura;Autobiografia;Navarro, Edgard - Análise e crítica
Issue Date: 21-Jan-2014
Abstract: Este trabalho analisa as representações da autobiografia e contracultura no longa-metragem Eu me lembro (2005), do cineasta baiano Edgard Navarro. Para tanto, primeiramente apresenta-se sua produção superoitista na década de 1970 e seus reflexos em filmes experimentais e anárquicos elaborados ao longo de sua carreira, como por exemplo, o média-metragem Superoutro (1989). Na segunda parte, examinam-se imagens e discursos abordados no filme sob estudo em que transparecem elementos característicos do movimento que se intitulou contracultura, com base nas reflexões de Marcos Alexandre Capellari, Armando Ferreira de Almeida, Ken Goffman e Dan Joy, Celso Favaretto, Gonçalo Júnior, Heloísa Buarque de Hollanda, Raimundo Matos de Leão, entre outros. Na terceira e última parte, debruça-se sobre os traços autobiográficos presentes na obra fílmica, destacando-se a maneira pela qual o diretor parece estar em busca de si mesmo, no que tenta se compreender, por em xeque suas elucubrações mais íntimas, bem como as de toda uma geração. Para tal, elegem-se como subsídio teórico os estudos que tratam de questões relativas à criação, autoria e autobiografia, desenvolvidos por Leonor Arfuch, Evelina Hoisel, Jean-Claude Bernardet, Michel Foucault, Diana Klinger, Philippe Lejeune, entre outros.
This dissertation analyzes the representations of autobiography and counterculture in the film Eu me lembro (2005), by Edgard Navarro. To do so, first presents its production in the 1970s and their reflections in experimental films and anarchic developed throughout his career, such as Superoutro (1989). In the second part, we examine images and speeches addressed in the film under study which are reflected in the characteristic elements of the counterculture movement that was titled, based on the reflections of Marcos Alexandre Capellari, Armando Ferreira de Almeida, Ken Goffman and Dan Joy, Celso Favaretto, Gonçalo Júnior, Heloisa Buarque de Hollanda, Raymond Leo Matos, among others. In the third and final part focuses on the autobiographical present in film work, highlighting the way in which the director seems to be in search of himself, in trying to understand, in check by their innermost musings and as a whole generation. To do this, choose themselves as subsidy theoretical studies dealing with issues concerning the creation, authorship and autobiography, developed by Leonor Arfuch, Evelina Hoisel, Jean-Claude Bernardet, Michel Foucault, Diana Klinger, Philippe Lejeune, among others.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/14410
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (Poscultura)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO PAULO FERNANDES.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA