DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Dissertações de Mestrado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13046

Title: E-jovens, e-músicas, e-educações: fronteiras dilatadas e diálogos cruzados na era das conexões
Authors: Silva, Valdirene Cássia da
???metadata.dc.contributor.advisor???: Couto, Edvaldo Souza
Keywords: E-jovens;E-música;E-educação;E-young;E-music;E-education
Issue Date: 2013
Abstract: Esta pesquisa, a partir da bibliografia da Cibercultura e dos Estudos Culturais reflete os movimentos juvenis contemporâneos - num olhar específico para a música - sustentados num novo estado da cultura, cuja característica mais marcante é a ampliação de espaços nos quais se encontram uma nova paisagem de informação, da qual resulta uma condição cultural específica para os coletivos juvenis, construída por diferentes territórios culturais. A cibercultura ocupa um lugar de destaque nessa paisagem da informação, uma vez que se constitui conjunto de técnicas materiais e intelectuais, práticas, atitudes, modos de pensamento e valores que formam e interconectam as mentes e os corpos juvenis. A partir dessa perspectiva, o trabalho desenvolve um estudo sobre as relações dos jovens contemporâneos, nos espaços virtuais, reflete esses sujeitos redimensionam, por meio da intersemiose das linguagens, suas práticas musicais e o que essas práticas sugerem enquanto princípios pedagógicos à educação contemporânea. É uma pesquisa qualitativa, de cunho descritivo e analítico, fundada na Et/netnopesquisa. Na busca de um entendimento do processo de comunicação que se estabelece entre os sujeitos juvenis e suas práticas musicais nos espaços cibercuturais, foram realizadas entrevistas com jovens pertencentes a três bandas de rock and roll, em Palmas/To, seleção e agrupamento de temas e abordagens que demonstram as relações desses jovens com esses novos modos de construção de conhecimento por meio de suas fruições com a música. Dar “voz” a esses sujeitos permitiu perceber a força que as tecnologias digitais exercem no se fazer artista e nos modos de fazer arte desses sujeitos, (re)dimensionando, inclusive, suas práticas cognitivas. Com a pesquisa foi constatado que esses sujeitos desenvolvem outros mecanismos de construção de conhecimento, sustentados pelos princípios da liberdade, da colaboração, da autonomia e da dádiva, consolidados pela remixagens de ideias, conceitos e sensibilidades. A conclusão ressalta que os sujeitos juvenis são sujeitos em gerúndio, performatizados pela liberdade da e-música, em identidades avatarizadas. Seu habitat cibercultural são telas criadoras de inventividades e visibilidade de seu fazer, conhecer, aprender e ensinar.
Description: 153 f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13046
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_Cássia.pdf1.89 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA