DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Dissertações de Mestrado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11830

Title: Conhecendo o semiárido 1 e 2: narrativas de uma experiência
Authors: Lins, Claudia Maisa Antunes
???metadata.dc.contributor.advisor???: Pimentel, Álamo
Keywords: Livro didático;Educação - semiárido brasileiro;Educação contextualizada;Educação;Regionalização da educação
Issue Date: 2010
Abstract: A presente pesquisa se propõe fazer uma descrição densa sobre a experiência de produção de materiais didáticos a partir da perspectiva da educação contextualizada. A experiência da produção dos livros acontece no contexto do Semiárido Brasileiro e se tece num cenário de articulação da sociedade civil organizada que formam redes de mobilização sociais em torno de uma narrativa discursiva A Convivência com o Semiárido. O primeiro capítulo passa pela necessidade do esboço de algumas notas sobre as representações das narrativas discursivas, sobre o Semiárido e as invenções do lugar do acontecimento. Esse esboço naturalmente nos leva ao território das composições de identidades, identificações e suas descontinuidades que vão revelando e escondendo seus movimentos paradoxais. E como a experiência envolve muito mais o campo educacional, autorizamo-nos pensar sobre as práticas inter-discursivas no território curricular da escola no Semiárido Brasileiro, percebendo as diversidades desse contexto. Com esse sentimento, na trajetória de revisitar os documentos como relatórios, transcrições de fitas, cadernos de campo, fazendo um percurso aos momentos de discussão sobre os livros através da memória, propomo-nos a refletir sobre os livros didáticos como instrumentos de poder e suas práticas discursivas. Para isso, perguntamo-nos sobre a necessidade de pensar a produção de um livro didático para o Semiárido e passamos a relatar as bases filosóficas, epistemológicas e teóricas dos livros bem como sua organização didático-metodológica. Assim se formou o segundo capítulo. No terceiro capítulo desenhamos um esboço do conceito de convivência a partir da noção conceitual do conhecer-sentir – o conhecimento pela intimidade e pela convivência. Relacionamos esse conhecer à postura de leitura de mundo (FREIRE), no emocionar de uma rede de conversações (MATURANA), e no campo educacional falamos sobre a contextualização a partir dos pressupostos epistêmicos da complexidade (MORIN), da multirreferencialidade (MACEDO). O nosso caminho metodológico teve como base a etnopesquisa (MACEDO) e se inspirou em diferentes referências da escrita, tanto a romanesca, como a científica, constituindo-se um caminho multirreferencial que possibilitou um desenho feito com as próprias mãos. A metodologia está registrada no quarto capítulo. Esse caminho metodológico nos levou ao reencontro dos cenários de produção do livro, onde passamos a descrever literalmente partes do trajeto da construção dos mesmos, desde o projeto embrionário para produção dos livros didáticos, as andanças, os encontros, as visitas de trocas de experiências, até os momentos finais do começo da produção.
Description: 242 f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11830
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertacao - Claudia Maisa Lins1.pdfParte 13.25 MBAdobe PDFView/Open
Dissertacao - Claudia Maisa Lins2.pdfParte 25.73 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA