Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/35496
metadata.dc.type: Tese
Title: Danças para não morrer: historiografias encarnadas de performances feministas latino-americanas
Other Titles: Dances to stay alive: Incarnated Historiographies of latinamerican feminists performances
metadata.dc.creator: Seijas Castillo, Nirlyn Karina
metadata.dc.contributor.advisor1: Colling, Leandro
metadata.dc.contributor.advisor2: Bonfim, Carlos Alberto
metadata.dc.contributor.referee1: Dieguez Caballero, Ileana Maria
metadata.dc.contributor.referee2: Ramos, Ana Valéria Vicente,
metadata.dc.contributor.referee3: Pitombo, Renata
metadata.dc.contributor.referee4: Paula, Renata de
metadata.dc.contributor.referee5: Colling, Leandro
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo relata a experiência de reativação, reencenação e reagência de 11 trabalhos de dança e performance criados inicialmente entre 1973 e 2000 por artistas latinoamericanas e revisitados pela artista-pesquisadora autora desta tese entre 2018 e 2020. Essas danças e performances abordam questões relativas à violência de gênero e violência de Estado produzida pela cultura colonial patriarcal e foram escolhidas dentre um levantamento preliminar de 62 artistas. Para orientar metodologicamente o estudo, propõe-se a categoria Historiografias encarnadas que permite a ampliação do entendimento sobre o que são os arquivos, sobre o papel da pesquisadora enquanto sujeito cognoscente e sobre a forma de se debruçar nos materiais de referência. Essa abordagem também encoraja a elaboração de escritas historiográficas situadas, feministas, decoloniais, realizadas através de materialidades corporificadas (reencenação e reagências), materialidades orais (conversas, entrevistas, exposições), materialidades escritas (cartas, poemas, diários de bordo) e materialidades curatoriais (construções mistas com imagens e textos de diversas naturezas). Dessa forma, o estudo apresenta exemplos destas materialidades, aprofundando reflexões que se desdobraram da sua própria produção, que, neste caso, discutem, sobretudo, questões de gênero, colonialidade e violência, construindo diálogos e associações entre os trabalhos de arte estudados, seus processos de reencenação e reagência e análises de intelectuais feministas e decoloniais que tratam desses fenômenos. Essas construções servem como referência à discussão proposta pela antropóloga argentina Rita Segato sobre femi-genocídio na América Latina e a reflexão sobre necropoder e necropolítica desenvolvida pelo filósofo camaronês Achille Mbembe.
Abstract: This study reports the experience of reactivating, re-enacting and reagencing 11 dance and performance works initially created between 1973 and 2000 by Latin American artists and revisited by the artist-researcher author of this thesis between 2018 and 2020. These dances and performances address issues related to gender violence and state violence produced by patriarchal colonial culture and were chosen from a preliminary survey of 62 artists. To methodologically guide the study, the category Incarnated Historiographies is proposed, which allows the expansion and the understanding about what archives are, about the researcher's role as a knowing subject and about how to deal with the reference materials. This approach also encourages the elaboration of situated, feminist and decolonial historiographic writings, carried out through embodied materialities (reenactment and reagencies), oral materialities (conversations, interviews, conferences), written materialities (letters, poems, logbooks) and curatorial materialities (mixed constructions with images and texts of different natures). In this way, the study presents examples of these materialities and the discussions that emerged from the fact that they were produced, dealing above all with issues of gender, coloniality and violence, building dialogues and associations between the works of art studied, their re enactment and reagencies, and analyzes of feminist and decolonial intellectuals who deal with these phenomena. Important references for the elaboration of these constructions were the discussion of femi-genocide in Latin America proposed by the Argentinean anthropologist Rita Segato and the proposal of necropower and necropolitics developed by the Cameroonian philosopher Achille Mbembe
Keywords: Dança
Performance
História da Arte Femenina
Feminismo - História
América Latina
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::FUNDAMENTOS E CRITICA DAS ARTES
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Bahia
metadata.dc.publisher.initials: UFBA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC
metadata.dc.publisher.program: Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura) 
URI: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/35496
Issue Date: 7-Oct-2021
Appears in Collections:Tese (POSCULTURA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DANÇAS PARA NÃO MORRER - Nirlyn Seijas - Tese versão final.pdfO presente estudo relata a experiência de reativação, reencenação e reagência de 11 trabalhos de dança e performance criados inicialmente entre 1973 e 2000 por artistas latinoamericanas e revisitados pela artista-pesquisadora autora desta tese entre 2018 e 2020. Essas danças e performances abordam questões relativas à violência de gênero e violência de Estado produzida pela cultura colonial patriarcal e foram escolhidas dentre um levantamento preliminar de 62 artistas. Para orientar metodologicamente o estudo, propõe-se a categoria Historiografias encarnadas que permite a ampliação do entendimento sobre o que são os arquivos, sobre o papel da pesquisadora enquanto sujeito cognoscente e sobre a forma de se debruçar nos materiais de referência. Essa abordagem também encoraja a elaboração de escritas historiográficas situadas, feministas, decoloniais, realizadas através de materialidades corporificadas (reencenação e reagências), materialidades orais (conversas, entrevistas, exposições), materialidades escritas (cartas, poemas, diários de bordo) e materialidades curatoriais (construções mistas com imagens e textos de diversas naturezas)5,18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.