Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/34914
metadata.dc.type: Tese
Title: Rotas acessíveis em sítios culturais de interesse turístico no Brasil e na Itália: normas, diretrizes e projetos
Other Titles: Diretrizes e projetos de rotas acessíveis em sítios culturais de interesse turístico: um estudo comparativo entre rotas da Itália e do Brasil
metadata.dc.creator: Reis, Rosana Santana dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Carvalho, Antonio Pedro Alves de
metadata.dc.contributor.referee1: Carvalho, Antonio Pedro Alves de
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Aline de Figueirôa
metadata.dc.contributor.referee3: Avena, Biagio Mauricio
metadata.dc.contributor.referee4: Gomes Sobrinho, Lirandina
metadata.dc.contributor.referee5: Cavalcante, Marília Moreira
metadata.dc.description.resumo: As rotas acessíveis, definidas como percursos contínuos e livres de qualquer obstáculo, caracterizados pela interligação entre elementos que compõem a acessibilidade, uma vez implantadas em sítios culturais representam relevante elemento urbano, sendo importantes fatores de valorização do patrimônio. Nesta pesquisa, foi desenvolvido o tema Diretrizes e projetos de rotas acessíveis em sítios culturais de interesse turístico: um estudo comparativo entre rotas da Itália e do Brasil. Como principal objetivo, analisou-se criticamente a implantação de rotas acessíveis realizadas em sítios culturais de interesse turístico localizados na Itália (Sítio Arqueológico de Pompeia) e no Brasil (Centro Histórico de Salvador e Sítio Histórico de Olinda), observando-se em que medida essas intervenções promovem a acessibilidade, são compatíveis com os princípios de conservação e restauro arquitetônico e urbano e podem ser consideradas referências para outros sítios de mesma natureza. A Itália, país que detém a maior quantidade de sítios que integram a lista de Patrimônio da UNESCO, definiu diretrizes para a superação de barreiras arquitetônicas em locais de interesse cultural e vem desenvolvendo e implantando projetos de acessibilidade em seus sítios históricos e arqueológicos. O Brasil, por sua vez, possui poucos e limitados projetos de rotas acessíveis executados em sítios culturais. Mesmo com a sua avançada legislação no campo da acessibilidade, no Brasil, o processo de implantação de rotas acessíveis em locais de interesse cultural e turístico vem acontecendo de maneira lenta e descompassada com as necessidades e expectativas da população e de visitantes que precisam ou desejam se deslocar e acessar esses locais, por motivos diversos, incluindo trabalho, lazer e turismo. Para esta análise, realizou-se estudo comparativo entre as rotas acessíveis definidas como objeto, verificando-se suas metodologias projetuais e observando as soluções adotadas e sua compatibilidade com o uso adequado e a cultura atual da conservação do patrimônio arquitetônico e urbano. Verificou-se que diretrizes e soluções projetuais adotadas para a implantação de rotas acessíveis em sítios culturais italianos podem ser referência para rotas acessíveis brasileiras, considerando-se as legislações de patrimônio e acessibilidade do Brasil e as realidades de cada local. Observou-se, ainda, que as poucas referências de rotas brasileiras desta natureza possuem projetos relevantes para a realidade deste país, podendo ter suas metodologias e soluções urbanas para acessibilidade replicadas em outros sítios culturais de modo a promover acessibilidade ao maior número possível de pessoas e colaborar para a ampliação da segurança, legibilidade, acolhimento e valorização do patrimônio brasileiro.
Abstract: The accessible routes, defined as continuous routes free from any obstacles, characterized by the interconnection between elements that constitute accessibility, once implemented in cultural sites, represent a relevant urban element, being important factors of heritage acknowledgement. In this research, the theme developed is Guidelines and projects for accessible routes in cultural sites of touristic interest: a comparative study between routes in Italy and Brazil. As a main objective, the research critically analyzed the implementation of accessible routes in cultural sites of touristic interest located in Italy (Archaeological Site of Pompeii) and in Brazil (Historic Center of Salvador and Historic Site of Olinda), observing the extent which these interventions promote accessibility, are compatible with the principles of architectural and urban conservation and restoration, and can be considered references for other sites of the same nature. Italy, the country that holds the largest number of sites that make up the UNESCO Heritage list, has defined guidelines for overcoming architectural barriers in places of cultural interest and has been developing and implementing accessibility projects in its historical and archaeological sites. Brazil, on the other hand, has few and limited projects of accessible routes executed in cultural sites. Even with an advanced legislation regarding accessibility, in Brazil, the process of implementing accessible routes in places of cultural and tourist interest has been happening slowly and out of sync with the needs and expectations of the population and visitors who need or wish to access these places, for various reasons, including work, leisure and tourism. For this analysis, a comparative study was carried out between the accessible routes defined as an object of research, verifying their project methodologies and observing the adopted solutions and their compatibility with the appropriate use and the current culture of conservation of the architectural and urban heritage. It was found that guidelines and project solutions adopted for the implementation of accessible routes in Italian cultural sites can be a reference for accessible routes in Brazil, considering the Brazilian laws regarding heritage and accessibility and the practical context of each location. It was also observed that the few references of Brazilian routes of this nature have projects that are relevant to the reality of this country, and their methodologies and urban solutions for accessibility can be replicated in other cultural sites in a way to promote accessibility to the largest possible number of people and collaborate for the expansion of safety, legibility, acknowledgement and valorization of the Brazilian heritage.
I percorsi accessibili, definiti come percorsi continui e liberi da qualsiasi ostacolo, caratterizzati dall'interconnessione tra gli elementi che ne compongono l'accessibilità, una volta implementati nei siti culturali, rappresentano un elemento urbano rilevante, essendo importanti fattori di valorizzazione del patrimonio. In questa ricerca è stato sviluppato il tema Linee guida e progetti di percorsi accessibili nei siti culturali di interesse turistico: uno studio comparativo tra i percorsi dell’Italia e del Brasile. Come obiettivo principale, è stata analizzata criticamente l’implementazione di percorsi accessibili realizzati in siti culturali di interesse turistico dislocati in Italia (Sito Archeologico di Pompei) e in Brasile (Centro Storico di Salvador e Sito Storico di Olinda), osservando in che misura questi interventi favoriscono l'accessibilità, sono compatibili con i principi di conservazione e restauro architettonico e urbano e possono essere considerati quali riferimenti per altri siti della stessa natura. L'Italia, il Paese che detiene il maggior numero di siti che compongono la lista del Patrimonio dell’Unesco, ha definito le linee guida per il superamento delle barriere architettoniche nei luoghi di interesse culturale e sta sviluppando ed implementando progetti di accessibilità nei suoi siti storici e archeologici. Il Brasile, a sua volta, ha pochi e limitati progetti di percorsi accessibili realizzati in siti culturali. Nonostante la propria legislazione avanzata nel campo dell'accessibilità, in Brasile, il processo di implementazione di percorsi accessibili in luoghi di interesse culturale e turistico sta avvenendo lentamente e senza compromessi rispetto alle esigenze e alle aspettative della popolazione e dei visitatori che ne hanno bisogno o che desiderano spostarsi e accedere a questi luoghi, per diversi motivi, tra cui lavoro, tempo libero e turismo. Per questa analisi, è stato effettuato uno studio comparativo tra i percorsi accessibili definiti come oggetto, verificandone le metodologie progettuali e osservando le soluzioni adottate e la loro compatibilità con l'uso appropriato e l'attuale cultura di conservazione del patrimonio architettonico e urbano. È stato ancora osservato che i pochi riferimenti di percorsi brasiliani di tale natura posseggono progetti rilevanti per la realtà di questo Paese, potendo vedere replicate le sue metodologie e soluzioni urbane per l'accessibilità in altri siti culturali in modo da promuovere l'accessibilità al maggior numero possibile di persone e collaborare per l'espansione della sicurezza, leggibilità, accoglienza e valorizzazione del patrimonio brasiliano.
Keywords: Architecture - Human factors
Arquitetura - Fatores humanos
Barrier-free design
Cultural property, Protection of
Heritage tourism
Historic sites
Patrimônio cultural - Proteção
Projeto de acessibilidade
Sítios históricos
Turismo cultural
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Bahia
metadata.dc.publisher.initials: UFBA
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Arquitetura
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU) 
Citation: REIS, Rosana Santana dos. Rotas acessíveis em sítios culturais de interesse turístico no Brasil e na Itália: normas, diretrizes e projetos. 2021. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2021.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/34914
Issue Date: 5-Mar-2021
Appears in Collections:Tese (PPGAU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_Rosana Reis_PPG-AU_UFBA_Versão Final.pdfVolume único29,72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.