DSpace

RI UFBA >
Escola de Agronomia (até 2005) >
Artigos Publicados em Periódicos (Agronomia) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/3484

Title: Aproveitamento industrial do umbu: processamento de geléia e compota
Other Titles: Ciência e Agrotecnologia
Authors: Folegatti, Marília Ieda da Silveira
Matsuura, Fernando César Akira Urbano
Cardoso, Ricardo Luís
Machado, Sérly Santiago
Rocha, Andréa de Souza
Lima, Renata R.
Keywords: Spondias;industrialização;aceitação sensorial;umbu;industrialization;sensory acceptance
Issue Date: Nov-2003
Publisher: Editora da Universidade Federal de Lavras
Abstract: O umbu (Spondias tuberosa Arr. Cam.) é uma fruta nativa da Região Nordeste do Brasil. Ainda não devidamente caracterizado, particularmente no que se refere ao seu potencial para industrialização, o umbu demanda pesquisas. Atualmente, esses frutos são consumidos restritamente na região Nordeste, principalmente na forma in natura, preparados como refresco, sorvete ou "umbuzada" (polpa do umbu cozida com leite e açúcar). Objetivou-se com este trabalho adequar a tecnologia convencional de processamento de geléia e compota para o umbu, avaliando a aceitação sensorial e as características físico-químicas desses produtos. Para o processamento de geléia, utilizaram-se duas proporções polpa/açúcar: 50:50 e 40:60, e três concentrações de sólidos insolúveis da polpa: 0%, 50% e 100% do teor de sólidos original da polpa. Para a compota, elaboraram-se produtos com diferentes teores de sólidos solúveis finais, 25°Brix, 30°Brix e 35°Brix, adicionados de 1% de cloreto de cálcio. As polpas, geléias e compotas dos diferentes tratamentos foram submetidas a análises físicas, físico-químicas, químicas e sensoriais. No processamento da geléia de umbu, os produtos obtidos apresentaram valores de acidez total titulável entre 0,60% e 0,90% e de sólidos soúveis totais entre 66,3°Brix e 68,6°Brix. Os tratamentos com proporção polpa:açúcar 50:50 foram significativamente (p < 0,05) mais bem aceitos quanto aos atributos aparência, cor e textura. Para o produto compota de umbu, os tratamentos com 30°Brix e 35°Brix obtiveram maior aceitação sensorial. O aproveitamento do umbu na forma de geléia ou compota mostrou-se possível, tendo os produtos desenvolvidos apresentado boa aceitação sensorial.
Description: p.1308-1314
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/3484
ISSN: 1413-7054
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Agronomia)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DDD2D9BEd01.pdf42.46 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA