DSpace

RI UFBA >
Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC >
Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura) >
Dissertações de Mestrado (Poscultura) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31187

Title: "Aqui é tranquilo, mas meu sonho é lá fora!" Pertencimento e identidades: o imaginário dos jovens do assentamento Ana Rosa - Pojuca / Bahia
Authors: Costa, Davi Silva da
???metadata.dc.contributor.advisor???: Cardel, Lídia Maria Pires Soares
Keywords: Campesinato;Camponeses;Identidade social;Reforma agrária;Territorialidade;Assentamentos humanos;Pertencimento;Zona rural;Pojuca (BA);Peasant;Group identity;Land reform;Belonging;territoriality;Human settlements
Issue Date: 19-Dec-2019
Abstract: A presente dissertação visa identificar elementos identitários a partir da oralidade dos jovens do Assentamento Ana Rosa, situado em Pojuca, estado da Bahia. Elementos como pertencimento, território e territorialidade, conflitos intergeracionais, agregam-se à reforma agrária como elementos (des) agregadores destes jovens. Através de entrevistas e uma oficina, as representações do território do Assentamento, do cotidiano dos jovens, de elementos simbólicos que se relacionam à família, à produção agrícola, aos recursos naturais, aos sonhos. Foi possível analisar então, como as identidades (sociais, culturais, territoriais, geracionais) demonstram as (in) certezas destes jovens no que tange a sua permanência nos lotes, a educação e o lazer, ou seja, como os conflitos multiidentitários transferem as referências do futuro para fora do Assentamento. Neste sentido, pensar um novo modelo de inserção destes jovens, que privilegie aspectos subjetivos ligados à lógica camponesa, significa privilegiar a sustentabilidade dos Assentamentos.
The present dissertation aims to identify identitary elements through the orality from the youths at the “Assentamento” Ana Rosa, located in Pojuca, Bahia State. Elements such as: belongingness, territory and territoriality, inter-generation conflicts aggregate to the agrarian reform as elements in disaggregation of the youths. Through the reports and a workshop , the representations from the territory in the Assentamento, from the youths everyday, from the symbolic elements which relates to the family, to the agricultural production, to the natural resources, and the dreams. It was possible to analyze how the identities (social, cultural, territorial, generational) demonstrate the (in) certainties coming from the youths according to their permanence in the land, the education and leisure, that is, how the multi-identitary conflicts transfer the future references to outside the “Assentamento”. In this way, to think a new model for including these youths, on privileging subjective aspects related to the logic from the camp, it signifies to privilege the sustainability from the “Assentamentos”.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31187
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (Poscultura)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Costa, Davi Silva da.pdf2.66 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA