DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Medicina e Saúde (PPGMS) >
Teses de Doutorado (PPGMS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29302

Title: Importância dos prebióticos, ácido docosahexaenóico e β-glucano na imunomodulação e incidência de infecções e manifestações alérgicas em pré-escolares
Authors: Pontes, Mariana Vidal
???metadata.dc.contributor.advisor???: Ribeiro, Hugo da Costa
Keywords: DHA;Prebióticos;β-glucano de levedura;Manifestações alérgicas;Crianças
Issue Date: 12-Apr-2019
Abstract: Objetivo: Avaliar se o consumo de um composto lácteo contendo ácido docosahexaenóico (DHA), prebióticos e beta-glucano, e suplementado com outros micronutrientes, reduz a incidência de infecções respiratórias, diarreia e manifestações alérgicas (MA) em crianças saudáveis. Secundariamente, comparou-se entre os grupos: crescimento, aceitação da fórmula, marcadores imunológicos no soro e nas fezes, zinco e ferritina séricos, e incidência de eventos adversos (EA). Métodos: Estudo randomizado, controlado e duplo-cego, envolvendo crianças saudáveis de 1 a 4 anos de idade, de duas creches filantrópicas em Salvador-BA, alimentadas com três doses/dia de um composto lácteo (teste; n = 125) contendo DHA, prebióticos (polidextrose/PDX e galactooligossacarídeos/GOS), beta-glucano e outros nutrientes essenciais, ou uma bebida à base de leite de vaca controle (controle; n = 131) por 28 semanas. A ocorrência de infecções respiratórias, doença diarreica e MA foi avaliada pelos pediatras do estudo e o número de episódios foi analisado através do teste de Cochran-Mantel-Haenszel e do modelo de Andersen-Gill. Resultados: O grupo teste apresentou menos episódios de MA, que incluíam rinite alérgica ou conjuntivite, broncoespasmo, tosse alérgica, eczema e urticária, em comparação com o grupo controle (p = 0,021). A razão de risco (HR) do aumento do número de episódios de MA foi menor no grupo teste em relação ao grupo controle (HR, 0,64; IC 95% de 0,47-0,89; p = 0,007). Não houve diferença na incidência de infecções respiratórias e doença diarreica entre os grupos. Os grupos foram semelhantes estatisticamente quanto ao crescimento, ingestão da fórmula (12-24 meses: p=0,32; 25-48 meses: p=0,06) e ocorrência da quase totalidade de eventos adversos, o que apoia a segurança da fórmula testada e sua boa aceitação. Quanto às análises laboratoriais, não houve diferenças entre os grupos em relação aos marcadores imunológicos no soro (IL-10, TGF-β1, TGF-β2, IL-4 e INF-Y) e nas fezes (IgA secretória), zinco (p=0,82) e ferritina (p=0,148) séricos, e células periféricas da série vermelha e branca. Conclusão: Um composto lácteo contendo DHA, PDX/GOS e β-glucano de levedura e suplementado com micronutrientes, incluindo zinco, vitamina A e ferro, quando consumido três vezes/dia durante 28 semanas por crianças saudáveis de um a quatro anos de idade foi associado a menos episódios de manifestações alérgicas. Entretanto, não foi identificado efeito sobre os marcadores imunológicos e contagem de células imunes efetoras.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29302
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGMS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_PARTE 1_22.02.18 Mariana.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA