DSpace

RI UFBA >
Instituto de Letras >
Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura (PPGLINC) >
Dissertações de Mestrado (PPGLINC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27828

Title: Quando o ogro vira príncipe e a princesa vira ogra: análise do discurso em Shrek
Authors: Cristo, Adielson Ramos de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Heine, Lícia Maria Bahia
Keywords: Análise do discurso;Contos de fadas;Discurso;Ethos discursivo;Discourse analysis;Discourse;Discursive ethos;Fairy tales
Issue Date: 25-Oct-2018
Abstract: Nosso trabalho alicerça-se no escopo teórico da Análise de Discurso Francesa, mais especificadamente, nos trabalhos desenvolvidos pelo analista de discurso francês Dominique Maingueneau (2004a, 2004b, 2006a, 2006b, 2008a, 2008b), nos quais ele disserta sobre a cena de enunciação, o ethos discursivo e os gêneros de discurso. Assim, a referida dissertação objetiva analisar os modos de construção do ethos no filme Shrek (PDI/DreamWorks, 2001), pretendendo discutir sobre as formas das representações discursivas do ―monstro‖ nesse conto de fadas contemporâneo. Além disso, pretendemos estabelecer uma discussão acerca dos contos de fadas, uma vez que nosso corpus pertence a esse gênero. Sabemos que nos contos de fadas tradicionais, os monstros sempre foram representados como símbolo de maldade, feiúra etc, no entanto, no filme Shrek (PDI/DreamWorks, 2001), há uma (re)significação da figura do monstro (ogro), apresentado como um ser bondoso, heróico e corajoso, sendo, portanto, uma representação que o coloca no lugar antes reservado exclusivamente às fadas, aos príncipes e às princesas. Outrossim, ao empreendermos a discussão sobre os gêneros de discurso, defendemos a transmutação dos contos de fadas tradicionais para os contos de fadas cinematográficos, ressaltando os elementos que contribuem para o surgimento desse novo gênero.
Our research is founded on theorerical scope of Frech Dicourse Analysis, more specifically, in the study developed by the French discourse analyst Dominique Maingueneau (2004a, 2004b, 2006a, 2006b, 2008a, 2008b), in which he discusses about the scene of enunciation, discursive ethos and discursive genres. Thus, this paper aims to analyze the modes of the construction of ethos in the movie Shrek (PDI/DreamWorks, 2001), intending to disuss about the forms of discursive representations of ―monster‖ in this contemporary fairy tale. In addition, we intend to establish a discussion of fairy tales, since our corpus belongs to this g genre. We know that in tradition fairy tales, monster have always been represented as a symbol of evil, ugliness etc. However, in the movie Shrek (PDI/DreamWorks, 2001), there is a (re)signification of the monster‘s (ogre) figure is presented as a Kind, heroic and courageous, been , therefore a representation that puts the ogre in the place that was reserved exclusively to the fairies, princes and princess. Moreover, to undertake the discussion of the discursive genres‘, we defend the transmutation of traditional fairy tales to movie fairy tales, emphasizing the elements that contribute to the emergence of this new genre f discourse.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27828
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGLINC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação.pdf6.04 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA