DSpace

RI UFBA >
Escola de Teatro >
Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) >
Teses de Doutorado (PPGAC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27497

Title: Criação em dança movida por trânsitos culturais nos entrelugares Bahia-Portugal
Authors: Pinto, Maria Teresa Fabiao da Silva
???metadata.dc.contributor.advisor???: Domenici, Eloisa Leite
Keywords: Criação em dança;Entrelugar;Trânsitos culturais;Intercultural;Identidades/ Alteridades;Creation in dance;In-between space;Cultural exchanges;Identities;Alterities
Issue Date: 25-Sep-2018
Abstract: Os encontros interculturais não são uma realidade recente, porém intensificaram-se na história pós-colonial, com os deslocamentos e as migrações, lançando novos desafios para o ser humano. Diferenças sociais e culturais muito grandes são colocadas em contato de modo abrupto e expostas ao convívio tensionado. Movida por minha própria história como portuguesa no trânsito Brasil-Portugal, investigo a criação em dança motivada por trânsitos e deslocamentos (de sujeitos, ideias, informações, imagens, objetos, etc), através de um processo criativo solo que teve como ponto de partida a relação construída com o ambiente cultural de Salvador (Bahia), e de outros experimentos criativos desenvolvidos com criadores e público em geral, nos dois lados do oceano. Este estudo reafirma uma visão de dança como movimento-pensamento-abordagem de mundo, e dialoga com uma perspectiva multidimensional de entrelugar, caraterizando-o como um estado intervalar, relacional, como espaço/ experiência da diferença, como condição híbrida, ou exotópica (BAKHTIN, 2003), e como campo possível de mobilização de identidades/ alteridades. A partir da abordagem metodológica da Prática como Pesquisa (BARRETT&BOLT, 2007; CANDY, 2006), discute de que forma experiências de entrelugar-vividas em primeira pessoa ou provocadas no(s) outro(s)- interferem nas criações, imagens recíprocas e relações culturais entre Brasil e Portugal, países que no passado mantiveram elos baseados no colonialismo. O argumento aqui defendido é que processos de criação interessados em trânsitos culturais possuem o potencial para acessar e convocar diferentes entrelugares, e, por consequência, mobilizar identidades e alteridades. Numa dimensão mais ampla esta investigação vem argumentar que os processos criativos em dança no contexto de experiências interculturais imersivas têm grande potencial de modificar a relação dos sujeitos criadores consigo mesmos, com o outro e com o mundo ao redor, sugerindo assim um entrelaçamento entre processos criativos/ processos interculturais/ processos interpessoais. O estudo destas dinâmicas sublinha o papel da dança como prática de transformação social, como uma chave importante nas novas formas de convivência que estamos tendo que descobrir atualmente.
Intercultural exchanges are not a recent phenomenon but have been intensified in the post-colonial times, with displacements and migrations, launching new challenges for human beings. Large social and cultural differences are put into contact and exposed to strained coexistence. Driven by my own history as a Portuguese in traffic Brazil-Portugal, I investigate the creation in dance driven by exchanges and displacements (of subjects, ideas, information, images, objects, etc.), through a creative solo process that took as its starting point the relationship built with the cultural environment in Salvador (Bahia), and other creative experiments conducted with performers and the general public, on both sides of the ocean. This study reaffirms a vision of dance as movement-thought-world approach and dialogues with a multidimensional perspective of the in-between space, featuring it as an interval, relational state, as space/ experience the difference, as a hybrid or exotopic (BAKHTIN, 2003) condition, and as a possible field of mobilization of identities/ alterities. Based on methodological approach of Practice as Research (PaR) (BARRETT&BOLT, 2007; CANDY, 2006), it discusses how in-between experiences-lived in first person or caused in other(s) - interfere with creations, reciprocal images and cultural relations between Brazil and Portugal, countries which have maintained links based on colonialism in the past. The argument put forward is that creative processes interested in cultural exchanges have the potential to access and call different in-betweenesses, and therefore mobilize identities and alterities. On a wider scale, this research has argued that the creative processes in dance, in the context of immersive intercultural experiences, have great potencial to change the relationship of artists with themselves, with each other and with the world around, thus suggesting an interweaving of creative/ intercultural/ interpersonal processes. The study of these dynamics highlights the role of dance as a practice of social transformation, as an important key in the new forms of coexistence that we need to discover nowadays.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27497
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGAC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
1-Pré-Textuais.pdf540.81 kBAdobe PDFView/Open
2-Corpo da Tese.pdf4.12 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA