DSpace

RI UFBA >
Escola de Teatro >
Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) >
Teses de Doutorado (PPGAC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26302

Title: A linguagem da improvisação em dança contemporânea: estudo trans-disciplinar do campo da práxis
Authors: Harispe, Leonardo Andres Mouilleron
???metadata.dc.contributor.advisor???: Moura, Gilsamara
Keywords: Improvisação;Dança;Contemporânea;Linguagem;Composição Instantânea;Estudos Somáticos;Poéticas do Movimento;Háptico
Issue Date: 5-Jul-2018
Abstract: A presente tese doutoral, focada nas problemáticas compreendidas no campo da práxis improvisatória em dança, tem por objetivo levantar um conjunto de observações sobre os caracteres factuais que permeiam esse campo. Em tal sentido, o tom geral da escrita se posiciona como uma discussão crítica ligada às marcas fenoménicas reconhecíveis. A partir da pergunta inicial: “a improvisação (em dança contemporânea) é ou opera como uma linguagem?”, o percurso geral da escrita interroga as emergências advindas da práxis, quando as mesmas reúnem o valor de serem estruturantes, de operarem como princípios organizacionais e de outorgar-lhe uma posição de relativa autonomia frente a outras modalidades da linguagem. A própria ideia de linguagem, reconstruida a partir da articulação de princípios/propriedades, adquire assim um caráter mais permeável, relativo e diverso: uma reconstrução processual que rastreia marcas significantes, cuja imagem resultante é a de uma linguagem “inacabada” - no sentido dela estar sendo sempre redefinida. Para isso, a abordagem metodológica utilizada considerou as possíveis relações trans-disciplinares com outros campos, tais como: os estudos procedentes da Linguística e Filosofia da Linguagem, pesquisas relacionadas à lógica do jogo e da ludicidade, a análise comparada entre linguagens artísticas. Na seleção de fontes de referência foi relevante, dentro do processo de escrita, dar cabimento à “voz” dos próprios fazedores, manifesta na publicação de livros, revistas especializadas, transcrição de entrevistas e na localização específica que essa voz adquire dentro dos documentos fílmicos. Assim, o desenho geral da tese foi estruturado como um hiper-texto, cujo corpus se compõe de três capítulos e dois materiais audiovisuais; o mesmo se completa com registros fotográficos intercalados no texto e uma série de links para serem acessados na rede informática. A dinâmica sugerida para à sua leitura consiste num fluxo de vínculos que conectam os conteúdos expressos em um e outro tipo de suporte. O agregado de imagens documentais teve por objetivo, dentre outras razões, a contextualização dos aspectos que permeiam à práxis improvisatória em dança, sendo que a mesma, em muitas ocasiões, carece de referências específicas dentro e fora do meio artístico/acadêmico. A progressão da escrita ajusta-se aos termos que compõem o título da tese; o capítulo um está dedicado, na sua integridade, a revisar os alcances contidos nas problemáticas da linguagem que vinculam à improvisação-dança com: os aspectos sintático-gramaticais, com o campo da ludicidade e com a filogénese da mesma (fatores endo e exo-genéticos). O capítulo dois, por sua vez, dedica seu primeiro segmento aos alcances do improvisatório em geral - manifesto em diversas práticas culturais e artísticas - e à dança improvisada como uma expressão que difere/dialoga com a tradição coreográfico-escritural; no segundo segmento passam a ser observadas as marcas da contemporaneidade que dão à improvisação em dança um enquadramento histórico e procedimental diferenciado. Já o capítulo três aborda, como uma extensão dos conteúdos anteriores, as problemáticas associadas à vontade de levar o material de movimento improvisado para espaços observáveis (adoção de uma “perspectiva observante”). Os problemas aqui tratados posicionam à figura do performer-improvisador como um sujeito exposto aos embates da visualidade e ao caráter dinâmico dos espaços de encenação contemporânea, para localizar, finalmente, a noção de observação como um registro sômato-sensorial ligado à leitura háptica dos eventos inter-corporais. Por sua vez, o material audiovisual resulta da reedição de registros disponíveis na rede informática, dentro dos quais os fragmentos selecionados foram organizados em eixos temáticos de análise e comentados através de legendas. O primeiro deles consiste num levantamento de oito abordagens/técnicas (pesquisas autorais, laboratórios, tecnologias), cujo objetivo é dar visibilidade e enquadramento conceitual à multiplicidade de horizontes de busca que permeiam o campo da improvisação em dança. O segundo audiovisual, distintamente, reflete em imagens sobre os procedimentos composicionais e poéticos implicados nos caracteres performáticos do agir cênico, quando estes são desenvolvidos por coletivos de improvisadores. Assim, o corpus geral da tese pode ser apreciado como um vasto ensaio, destinado a um leitor interessado em percorrer, criticamente, os variados aspectos compreendidos na práxis improvisatória em dança.
The present doctoral thesis, focused on the problems included in the field of improvisational practice in dance, has the objective of raising a set of observations on the factual characters that permeate this field. In this sense, the general tone of writing positions itself as a critical discussion linked to recognizable phenomena. From the initial question: "is improvisation (in contemporary dance) or operates as a language?", the general course of writing questions the emergencies arising from praxis, when they have the value of being structuring, of operating as organizational principles and of granting a position of relative autonomy over other modalities of language. The very idea of language, reconstructed from the articulation of principles/properties, thus acquires a more permeable, relative, and diverse character: a processual reconstruction that traces meaningful marks whose resulting image is that of an "unfinished" language - in the sense of being always being redefined. To this end, the methodological approach used included possible trans-disciplinary relationships with other fields, such as: studies from Linguistics and Philosophy of Language, research related to logic of play and playfulness, comparative analysis between artistic languages. In the selection of reference sources it was relevant, within the writing process, to accommodate the "voice" of the makers themselves, manifested in the publication of books, specialized magazines, transcription of interviews and the specific location that this voice acquires within the film documents. Thus, the general design of the thesis was structured as a hypertext, whose corpus is composed of: three chapters and two audiovisual materials; the same is complete with photographic records interspersed in the text and a series of links to be accessed in the computer network. The dynamics suggested for its reading consist, therefore, in a flow of links that connect the contents expressed in one and the other type of support. The aggregate of documentary images had as objective, among other reasons, the contextualization of the aspects that permeate the improvisatory praxis in dance, being that the same, in many occasions, it lacks specific references inside and outside the artistic/academic environment. The progression of the writing conforms to the terms contained in the title of the thesis; thus, chapter one is dedicated in its entirety to reviewing the scope of the language problems that link dance improvisation with: syntactic-grammatical aspects, the field of playfulness and the philogenesis of the same (factors endo and exo-genetic). Chapter two, in turn, devotes its first segment to the improvisational scope in general - manifested in various cultural and artistic practices - and improvised dance as an expression that differs and dialogues with the choreographic-scriptural tradition; in the second segment, the marks of contemporaneity that give dance improvisation a different historical and procedural framework are observed. Chapter three, as an extension of the previous contents, deals with the problems associated with the desire to take improvised movement material into observable spaces (adoption of a "observant perspective"). The problems discussed here place the performer-improviser figure as an agent subject to the clashes of visuality and the dynamic character of contemporary stage spaces, to finally locate the notion of observation as a somato-sensory record linked to the haptic reading of events intercorporals. On the other hand, audiovisual material results from the reissue of records available in the computer network, within which the selected fragments were organized in thematic axes of analysis and commented through subtitles. The first one consists of a survey of eight somatic/technical approaches (research, laboratories, technologies), which aim to give visibility and conceptual framework to the multiplicity of search horizons that permeate the field of improvisation in dance. The second audiovisual one, distinctly, reflects in images on the compositional and poetic procedures contained in the performatic characters present in the scenic act, when these are developed by collectives of improvisers. Thus, the general corpus of the thesis can be appreciated as a vast essay, intended for a reader interested in critically exploring the varied aspects included in the improvisational praxis in dance.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26302
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGAC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE - IMPRESAO FINAL capa, folha aprov, texto.pdf8.15 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA