Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/36125
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A conquista da primarização: uma experiência de luta sindical conjunta entre efetivos e terceirizados no cultivo de eucalipto
metadata.dc.creator: Porto Neto, Josias de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Jair Batista da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Jesus, Selma Cristina Silva de
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Jair Batista da
metadata.dc.contributor.referee2: Jesus, Selma Cristina Silva de
metadata.dc.contributor.referee3: Faria, Maria da Graça Druck de
metadata.dc.description.resumo: O Problema central investigado nesta pesquisa foi a relação entre a luta do Sindiflora, um sindicato de assalariados rurais, e a reversão de parte da terceirização em uma empresa de cultivo de eucalipto no litoral norte da Bahia, a Copener Florestal. Foram levantadas três hipóteses explicativas, não necessariamente excludentes, para investigar essa parcial reversão das terceirizações: (i) a luta sindical, em especial a partir de uma greve que precedeu a primarização; (ii) a atuação do Ministério Público do Trabalho e da Justiça do Trabalho; (iii) possíveis motivações da própria empresa. Considerou-se como hipótese mais provável, ou de maior incidência, a primeira. Articulou-se a realização de uma revisão bibliográfica, uma pesquisa documental, e uma pesquisa de campo. Esta última teve como técnica de produção de dados entrevistas semi-estruturadas com sujeitos considerados estratégicos nesse processo, a saber, dez dirigentes sindicais. Para embasar a investigação este trabalho aborda a centralidade da terceirização na configuração do capitalismo contemporâneo. Problematiza a intrínseca relação entre terceirização e precarização social do trabalho. Além disso, trata da dimensão política da terceirização, enquanto um instrumento de fragmentação dos trabalhadores, na sua solidariedade e nas suas resistências, inclusive a resistência sindical. Demonstra a manifestação destas características da terceirização no caso estudado. Analisa as resistências a tais manifestações, em especial a atuação do Sindiflora. Analisa ainda a relação entre a greve dirigida pelo sindicato (bem como a atuação mais geral do Sindiflora) e o processo de primarização decorrente da atividade grevista. Verificou-se, considerando as hipóteses traçadas: (i) a confirmação da atuação sindical como o principal fator para a primarização; (ii) como também determinantes no processo a atuação do Ministério Público do Trabalho e da Justiça do Trabalho; (iii) por fim, os interesses da empresa configuram também um fator que incidiu na forma como a primarização aconteceu, e nos seus limites. Conclui-se, centralmente, que a característica deste sindicato, de organizar em uma mesma base trabalhadores efetivos e terceirizados, foi fundamental para a centralidade no seu enfrentamento à terceirização. E que esta é, assim, uma experiência importante para refletir sobre caminhos possíveis do sindicalismo no enfrentamento à terceirização.
Abstract: The central problem investigated in this research was the relationship between the struggle of Sindiflora, a union of rural wage earners, and the reversal of part of the outsourcing in a company of cultivation of eucalyptus in the north coast of Bahia, Copener Florestal. Three explanatory hypotheses were raised, with no excluded restrictions, to investigate this partial reversal of outsourcing: (i) the union struggle, especially from a strike that preceded the primarization; (ii) the work of the Public Ministry of Labor and Labor Justice; (iii) possible motivations of the company itself. The most likely hypothesis, or one with the highest incidence, was considered the first. A bibliographic review, a documentary research, and a field research were articulated. The latter had as a data production technique semi-structured interviews with subjects considered strategic in this process, namely, ten union leaders. To support the investigation, this work addresses the centrality of outsourcing in the configuration of contemporary capitalism. It questions the intrinsic relationship between outsourcing and the social precariousness of work. In addition, it deals with the political dimension of outsourcing, as an instrument for the fragmentation of workers, in their solidarity and in their resistance, including union resistance. Demonstrates the manifestation of these characteristics of outsourcing in the case studied. It analyzes the resistance to such manifestations, especially the performance of Sindiflora. It also analyzes the relationship between the strike led by the union (as well as the more general action of Sindiflora) and the primarization process resulting from the strike activity. It was verified, considering the hypotheses outlined: (i) the confirmation of union action as the main factor for primarization; (ii) as well as determinants in the process, the work of the Public Ministry of Labor and Labor Justice; (iii) finally, the company's interests are also a factor that affected the way in which primarization took place, and its limits. It is concluded, centrally, that the characteristic of this union, of organizing effective and outsourced workers on the same basis, was fundamental for the centrality in its confrontation with outsourcing. And that this is, therefore, an important experience to reflect on possible ways of unionism in the fight against outsourcing.
Keywords: Terceirização
Sindicalismo
Greve
Trabalhadores rurais
Eucalipto
Primarização
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Bahia
metadata.dc.publisher.initials: UFBA
metadata.dc.publisher.department: Escola Politécnica
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Industrial (PEI) 
URI: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/36125
Issue Date: 20-Mar-2020
Appears in Collections:Dissertação (PPGCS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOSIAS DE OLIVEIRA PORTO NETO.pdf9,11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.