Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/34817
metadata.dc.type: Tese
Title: Priorização espacial para a conservação da Caatinga: análises multi-dimensionais integrativas para metas futuras
Other Titles: Spatial prioritization for Caatinga conservation: integrative multidimensional analyses for future goals
metadata.dc.creator: Dória, Thaís Andrade Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Dobrovolski, Ricardo
metadata.dc.contributor.referee1: Dobrovolski, Ricardo
metadata.dc.contributor.referee2: Manhães, Adriana Pellegrini
metadata.dc.contributor.referee3: Brum, Fernanda Thiesen
metadata.dc.contributor.referee4: Phalan, Benjamin Timothy
metadata.dc.contributor.referee5: Ribeiro, Bruno Roberto
metadata.dc.description.resumo: Em tempos incertos, marcados por rápidas mudanças que agravam as várias crises que hoje enfrentamos (p.ex. ambiental, sanitária, econômica, social), os cientistas precisam reunir e direcionar esforços para apresentar soluções práticas e efetivas que possam mitigar efeitos deletérios das ações humanas, as quais põem em risco a perpetuação da vida no planeta nas suas mais diversas manifestações. Como resposta à contínua perda de biodiversidade e aumento sem precedentes nas taxas de extinção de espécies, muitos têm se debruçado no exercício de propor estratégias de conservação in situ, dentre as quais se destaca o estabelecimento de áreas protegidas (APs). Alicerçada pelo Planejamento Sistemático da Conservação (PSC) e respaldada por metas acordadas em tratados inter-governamentais, como a Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), esta estratégia tem sido cada vez mais defendida dentro de uma perspectiva holística, capaz de reunir distintos aspectos da natureza como alvos da conservação. Hoje, as múltiplas dimensões da biodiversidade e os serviços ecossistêmicos têm protagonizado as propostas de planejamento espacial para a expansão das APs. Em regiões biodiversas, mas ainda pouco conhecidas e severamente ameaçadas, como o bioma Caatinga, as lacunas de conhecimento sobre biodiversidade juntamente com as pressões antrópicas, conversão de habitats naturais e forte dependência das pessoas em relação aos recursos naturais e serviços advindos da natureza, figuram entre os principais desafios para a implementação da conservação. Assim, estratégias para subsidiar a conservação demandam hoje abordagens multi-dimensionais e integrativas. Com essa perspectiva, desenvolvemos esta tese em três capítulos no intuito de apresentar o estado da arte dos estudos de priorização espacial para a conservação e otimizar o uso dos dados disponíveis sobre distribuição de vertebrados terrestres, plantas e serviços ecossistêmicos na Caatinga para avaliar ações de conservação implementadas e/ou propostas para este bioma. Utilizando métodos de busca sistematizada na literatura, no primeiro capítulo sintetizamos os principais caminhos seguidos nos estudos de priorização espacial e definimos o escopo da abordagem que fundamentou o desenvolvimento desta tese. Através da abordagem do PSC, realizamos, a análise de lacunas para verificar a representação destes alvos de conservação na atual rede de APs e territórios indígenas (TIs) da Caatinga, bem como nas redes de áreas prioritárias propostas através do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Centro Nacional de Conservação da Flora (CNCFlora), para expandir as APs neste bioma. Com o objetivo de melhorar o quadro atual de conservação da Caatinga, também fizemos análises de priorização espacial para identificar áreas que maximizam a representação das espécies (considerando seus diferentes perfis) e dos serviços ecossistêmicos em cenários que expandem a proteção atual para atender metas internacionais de conservação para 2020 e 2030. No segundo capítulo, focamos na análise dos vertebrados em uma perspectiva de alcance de metas de conservação com base na dimensão taxonômica da diversidade. Em geral, as APs e TIs, cobrindo 9,1% da Caatinga, representam em média 9,8% da distribuição das espécies, com 37 espécies não protegidas. Ao proteger 15,3-32,0% do bioma, as redes prioritárias conforme proposta do MMA podem aumentar a média atual para 15,2% -37,5% da distribuição das espécies, ainda resultando em espécies não protegidas. A solução que apresentamos representa em média 26,8-42,5% da distribuição das espécies, incluindo todo o conjunto de espécies analisado e efetivamente representando mais de 91% dos tetrápodes em maior risco. Custos de oportunidade deslocaram as prioridades para áreas menos afetadas pelas atividades humanas, reduzindo principalmente a representação de espécies ameaçadas. Ao direcionar a atenção para a conservação de plantas em suas dimensões taxonômicas, funcionais e filogenéticas, conjuntamente com serviços ecossistêmicos, observamos, no terceiro capítulo, que APs e TIs cobrem uma média de 16.9% da distribuição das espécies analisadas, além de uma média de 8.0% da distribuição dos serviços de regulação e 11.2% da distribuição dos serviços de suporte. Conforme as propostas do MMA e do CNCFlora, redes de áreas prioritárias cuja extensão territorial se aproxima da meta de proteger 30% do bioma podem melhorar essa representação, mas com o aumento do custo espacial. Com foco na conservação da flora ameaçada, a proposta do CNCFlora representa a menor média de distribuição das plantas analisadas do que as redes propostas pelo MMA, as quais incluíram diferentes alvos além das plantas. Com o objetivo de proteger 30% da Caatinga, nossas soluções representaram uma média acima de 60% da distribuição das espécies, aumentando até 85% a representação das plantas de maior risco. Consequentemente, estas soluções apresentam maior custo-benefício quanto à demanda de área quando comparadas com priorizações existentes. Todas as redes avaliadas representaram serviços ecossistêmicos de maneira homogênea, provavelmente devido à sua ampla distribuição na Caatinga. Na escala do bioma, a riqueza de espécies e as diversidades filogenética e funcional foram próximas do valor máximo (90-100%) em todas as redes analisadas. Na escala das unidades de planejamento (ca. 30km²), porém, nossas soluções concentraram as maiores médias destas métricas. Como observado no segundo capítulo, com foco nos vertebrados, a inclusão dos custos de oportunidade reduziu marginalmente a representação das espécies da flora nas áreas selecionadas. De modo geral, nossas soluções foram capazes de representar a biodiversidade e os serviços ecossistêmicos. Concluímos, portanto, que o uso otimizado das informações disponíveis, através de uma abordagem que integre diferentes alvos da conservação, ajudam a apoiar o planejamento de conservação eficiente. Em uma região onde as pessoas dependem fortemente da natureza, melhorar os benefícios da conservação torna-se urgente. Nesse contexto, nossa abordagem multi-dimensional integrativa pode contribuir para apoiar estratégias mais pragmáticas e eficientes de conservação em outros biomas vulneráveis e pouco conhecidos, melhorando a proteção das espécies em todas as dimensões da sua biodiversidade, além da proteção dos serviços ecossistêmicos.
Abstract: In uncertain times, marked by rapid changes that aggravate the various crises we face today (eg environmental, health, economic, social), scientists need to join and direct efforts to present practical and effective solutions that can mitigate the harmful effects of actions human beings, which put at risk the perpetuation of life on the planet in its most diverse manifestations. As a response to the continuous loss of biodiversity and unprecedented increase in species extinction rates, many have focused on proposing in situ conservation strategies, among which the establishment of protected areas (PAs) stands out. Underpinned by Systematic Conservation Planning (SCP) and supported by goals agreed in inter-governmental treaties, such as the Convention on Biological Diversity (CBD), this strategy has been increasingly defended within a holistic perspective, capable of bringing together different aspects of the nature as conservation targets. Today, the multiple dimensions of biodiversity and ecosystem services have played a leading role in spatial planning proposals for the expansion of PAs. In biodiverse, but still little-known and severely threatened regions, such as the Caatinga biome, knowledge gaps about biodiversity along with anthropogenic pressures, conversion of natural habitats and people's strong dependence on natural resources and services arising from nature, figure among the main challenges for the implementation of conservation. Thus, strategies to support conservation today demand multi-dimensional and integrative approaches. With this perspective, we developed this thesis in three chapters in order to present the state of the art of spatial prioritization studies for conservation and to optimize the use of available data on the distribution of terrestrial vertebrates, plants and ecosystem services in the Caatinga to assess conservation actions implemented and/or proposed for this biome. Using systematic literature search methods, in the first chapter we summarize the main paths followed in studies of spatial prioritization and define the scope of the approach that founded the development of this thesis. Through the SCP approach, we performed a gap analysis to verify the representation of these conservation targets in the current network of PAs and indigenous lands (ILs) of the Caatinga, as well as in the priority area networks proposed through the Ministry of Environment Environment (MMA) and National Center for Flora Conservation (CNCFlora), to expand PAs in this biome. In order to improve the current Caatinga conservation framework, we also carried out spatial prioritization analyzes to identify areas that maximize the representation of species (considering their different profiles) and ecosystem services in scenarios that expand current protection to meet international goals of conservation for 2020 and 2030. In the second chapter, we focus on vertebrate analysis from a perspective of achieving conservation goals based on the taxonomic dimension of diversity. In general, PAs and ILs, covering 9.1% of the Caatinga, represent on average 9.8% of the species distribution, with 37 unprotected species. By protecting 15.3-32.0% of the biome, priority networks as proposed by the MMA can increase the current average to 15.2% -37.5% of the species distribution, still resulting in unprotected species. The solution we present represents on average 26.8-42.5% of the species distribution, including the entire set of species analyzed and effectively representing more than 91% of the tetrapods at greatest risk. Opportunity costs shifted priorities to areas less affected by human activities, mainly reducing the representation of threatened species. By focusing in the conservation of plants and its taxonomic, functional and phylogenetic dimensions together with ecosystem services, we observed, in the third chapter, that APs and ILs cover an average of 16.9% of the distribution of analyzed species, in addition to an average of 8.0% of the distribution of regulation services and 11.2% of the distribution of support services. According to the proposals of the MMA and CNCFlora, networks of priority areas whose territorial extension is close to the goal of protecting 30% of the biome can improve this representation, but with an increase in the spatial cost. Focusing on the conservation of threatened flora, the CNCFlora proposal represents the lowest mean distribution of the analyzed plants than the networks proposed by the MMA, which included different targets in addition to the plants. Aiming to protect 30% of the Caatinga, our solutions represented an average of over 60% of the species distribution, increasing up to 85% the representation of the most risky plants. Consequently, these solutions are more cost-effective in terms of area demand. Consequently, these solutions are more cost-effective in terms of area demand when compared to existing prioritizations. All evaluated networks represented ecosystem services in a homogeneous way, probably due to their wide distribution in the Caatinga. At the biome scale, species richness and phylogenetic and functional diversities were close to the maximum value (90-100%) in all analyzed networks. On the scale of planning units (ca. 30km²), however, our solutions concentrated the highest averages of these metrics. As noted in the second chapter, focusing on vertebrates, the inclusion of opportunity costs marginally reduced the representation of flora species in the selected areas. Overall, our solutions were able to represent biodiversity and ecosystem services. We therefore conclude that the optimal use of available information, through an approach that integrates different conservation targets, helps to support efficient conservation planning. In a region where people rely heavily on nature, improving conservation benefits becomes urgent. In this context, our multi-dimensional integrative approach can contribute to supporting more pragmatic and efficient conservation strategies in other vulnerable and little-known biomes, improving the protecting species in all dimensions of their biodiversity, in addition to protection of the ecosystem services.
Keywords: Planejamento Sistemático da Conservação (PSC); Floresta Tropical Seca; Vertebrados; Plantas; Serviços Ecossistêmicos; Modelagem de distribuição de espécies (MDE); Filogenia; Atributos Funcionais; Metas de Conservação; Análise de Lacunas; Priorização Espacial; Zonation.
Systematic Conservation Planning (SCP); Dry Tropical Forest; Vertebrates; Plants; Ecosystem Services; Species distribution modeling (SDM); Phylogeny; Functional Attributes; Conservation Goals; Gap Analysis; Spatial Prioritization; Zonation.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA APLICADA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Bahia
metadata.dc.publisher.initials: UFBA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Biologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ecologia:TAV(antigo Programa de Pós em Ecologia e Biomonitoramento) 
Citation: DÓRIA, Thaís Andrade Ferreira. Priorização Espacial para a Conservação da Caatinga: análises multi-dimensionais integrativas para metas futuras. 2021. 227 f. Tese (Doutorado em Ecologia) - Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2021.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/34817
Issue Date: 3-Dec-2021
Appears in Collections:Tese (Pós-Ecologia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TeseDoc_DóriaTAF2022_02_02.pdfTese - Thaís Andrade Ferreira Dória11,62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.