DSpace

RI UFBA >
Escola de Administração >
Núcleo de Pós-Graduação em Administração (NPGA) >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9699

Title: Guerreiro Ramos e dádiva: explorando caminhos críticos em análise organizacional
Authors: Peters, Luis Antônio Schmitt
???metadata.dc.contributor.advisor???: França Filho, Genauto Carvalho de
Keywords: Organização;Paraeconomia;Dádiva;Racionalidade;Organization;Paraeconomy;Gift
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal da Bahia
Abstract: Este trabalho pretende examinar algumas dimensões em comum entre o modelo paraeconômico, proposto por Guerreiro Ramos, e o modelo constituído a partir da dádiva antropológica, apontada por Marcel Mauss. Pretende-se conduzir este exame mediante uma exploração teórica comparada dos seus principais conceitos e categorias. O objetivo é o de subsidiar análises organizacionais multidimensionais, no campo da Administração e da Teoria Organizacional, buscando o estabelecimento de uma aproximação entre tais modelos. O modelo paraeconômico tem por premissa a existência da racionalidade substantiva em oposição à racionalidade meramente instrumental, e propõe a delimitação de sistemas sociais segundo as suas finalidades, objetivos e características. A partir de polaridades entre a orientação individual ou coletiva e o grau de prescrição social são configurados tipos ideais (weberianos) dos sistemas sociais da paraeconomia. A paraeconomia propõe, ainda, políticas substantivas de adequada alocação de recursos para diversos sistemas de vida humana associada e organizações. O modelo baseado na dádiva antropológica, onde esse fenômeno é identificado como o elemento coesivo primário das sociedades humanas, tem como premissa e suporte conceitual de suas múltiplas e paradoxais configurações de sistemas sociais a tríade verbal dar – receber – retribuir, segundo o grau de obrigação ou liberdade e de interesse ou desinteresse na manutenção do laço social. Este constructo, por sua vez, dá base teórica a sistemas sociais orientados por múltiplas dimensões, onde o econômico se acha entrelaçado e subordinado aos demais aspectos da vida social, como o político, o social, o religioso etc. A comparação dos fundamentos de cada modelo mostra que a razão incorpora elementos da dádiva, enquanto esta é capaz de demonstrar a racionalidade de ações aparentemente irracionais sob uma ótica do interesse econômico, ou a irracionalidade efetiva de ações aparente e ou temporariamente racionais. Ambos os paradigmas procuram articular as tensões entre o nível individual e o nível coletivo, segundo variados graus de determinação pela estrutura ou norma social. A guisa de conclusão, procura-se discutir algumas implicações desses modelos para a análise organizacional.
Description: p. 1-120
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9699
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
444.pdf752.43 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA