DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) >
Dissertações de Mestrado (PPGENF) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9591

Title: Amamentar com fissuras mamárias: significado para primíparas
Authors: Moreira, Michelle Araújo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Lopes, Regina Lúcia Mendonça
Keywords: Amamentação;Fissuras mamárias;Primíparas;Fenomenologia;Breastfeeding;Primipary;Phenomenology;Mammary cracks
Issue Date: 2006
Publisher: Programa de Pós- Graduação em Enfermagem da UFBA
Abstract: A amamentação é um processo complexo que incorpora valores sociais, culturais, econômicos e políticos, mas se faz necessário considerar o ser-mulher-primípara como ser decisório, valorizando sua vivência. Os programas de Incentivo à Amamentação, no Brasil, enfatizam aspectos biologicistas, apesar das novas estratégias criadas, a exemplo do aconselhamento em amamentação, favorecendo a assistência humanizada, valorizando a mulher como núcleo do processo e, portanto, capaz de optar pela permanência ou substituição da amamentação, na vivência das fissuras. Minha experiência profissional, atrelada à vivência pessoal e singular, no processo do amamentar com fissuras, deu origem a este estudo fenomenológico, momento em que defini como objeto o significado da amamentação para primíparas que vivenciaram fissuras mamárias e que amamentaram, tendo como objetivo compreender o significado que primíparas atribuem à manutenção da amamentação, tendo vivenciado fissuras mamárias. O referencial teórico-filosófico teve como pilar as idéias do filósofo Martin Heidegger, expressas na obra Ser e Tempo. A entrevista fenomenológica, ocorrida em janeiro de 2006, foi realizada no domicílio de oito primíparas, que vivenciaram fissuras e que amamentaram. As questões norteadoras foram as seguintes: Como foi para você amamentar, tendo fissuras mamárias? Como você se sentiu amamentando nessa situação? À luz dos conceitos heideggerianos, caminhei para a interpretação compreensiva, momento em que percebi que o significado da amamentação, atribuído pelas primíparas, na vivência das fissuras mamárias, baseado no modo existencial de ser-com, foi desvelado pelos modos de ser da pre-sença, do ser-aí. Assim sendo, surgiram: a facticidade, a ocupação, a transcendência, a de-cadência, o temor, o cuidado, a existência inautêntica, a fuga, a angústia, o falatório, a curiosidade, a ambigüidade, a solicitude e a temporalidade. Percebi a tristeza diante do aparecimento da fissura, demonstrando impotência por parte da mulher em resolver tal patologia, a felicidade pela continuidade na prática do amamentar, apesar da vivência de dor, desconforto, perpetuando o mito do amor materno, a manutenção da amamentação em benefício da (o) filha (o), o apoio ambíguo por parte da família, cônjuge, outras nutrizes e equipe multidisciplinar, o desejo velado pela suspensão de amamentar, decorrente da pressão social, o valor nutricional do leite materno e, conseqüentemente, o adequado desenvolvimento nutricional da (o) filha (o), atuando como compensadores pela manutenção da amamentação, a tentativa de suspensão justificada pela ausência de leite materno e/ ou rejeição do seio pela criança, o desconhecimento dos cuidados com a mama, posição e pega corretas no momento do amamentar. O estudo contribuirá para que familiares e profissionais assistam o ser-mulherprimípara na vivência das fissuras, compreendendo-a como ser único, refletindo sobre as ações executadas, entendendo a mulher no seu possível. O processo do amamentar com fissuras mamárias, vivenciado pelo ser-primípara, constitui-se numa prática que envolve um componente biológico e que ultrapassa as dimensões do físico, em busca do significado atribuído pelo seu ser, baseado no modo existencial do cotidiano.
Description: 119f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9591
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGENF)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
michelle%20moreira.pdf2.29 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA