DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) >
Dissertações de Mestrado (PPGENF) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9577

Title: Ajustamento social de pessoas submetidas à revascularização cirúrgica do miocárdio: um estudo das representações sociais
Authors: Rodrigues, Gilmara Ribeiro Santos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Cruz, Enêde Andrade da
Keywords: Representações sociais;Revascularização do miocárdio;Ajustamento social;Social adjustment;Myocardial revascularization;Social representations;Enfermagem médico-cirurgica
Issue Date: 2008
Publisher: Programa de Pós- Graduação em Enfermagem da UFBA
Abstract: A Teoria das Representações Sociais (TRS) permite o estudo dos fenômenos de grupos sociais, por meio da descoberta do modo como os indivíduos e grupos estabelecem um mundo estável, a partir da diversidade de atitudes individuais e de fenômenos que contribuem para a construção de um determinado conhecimento prático compartilhado por um grupo de pertença. Esta pesquisa tem o seguinte objetivo: analisar as representações sociais sobre o ajustamento social elaboradas pelos indivíduos submetidos à revascularização do miocárdio. Trata-se de um estudo exploratório descritivo com abordagem quantitativa e qualitativa, objetivando analisar as representações sobre ajustamento social elaboradas pelos indivíduos submetidos à revascularização do miocárdio. O campo de pesquisa foi um ambulatório de isquemia de um hospital de grande porte, de administração mista, referência em cirurgia cardíaca, da cidade de Salvador - Bahia. Os dados foram coletados através de um instrumento misto de entrevista. Para a análise dos resultados da associação livre de palavras e das entrevistas foram utilizados, respectivamente, o programa informático EVOC e a análise temática de conteúdo, que a partir da freqüência de unidades temáticas permitiram a análise quantitativa e qualitativa. Os resultados evidenciaram que a estrutura da representação do ajustamento social dos entrevistados tem como elemento central a Saúde, associada à necessidade de mudança de vida para o retorno ao cotidiano e as dores da recuperação póscirúrgica. Os elementos periféricos referem-se à gratidão a Deus para superação dos momentos difíceis do ajustamento social, que embora possam dar sustentação ao núcleo central, expectativa de uma vida saudável, estão associados a aspectos negativos, como a impotência, a tristeza e a necessidade de repouso. As representações sociais referentes às funções de saber e orientação para o ajustamento social estão relacionadas à compreensão e explicação da diversidade de concepções sobre esse ajustamento, decorrentes dos requisitos pessoais necessários e do conhecimento adquirido, destacados em cinco categorias e dezesseis subcategorias. Os resultados assinalam indicadores essenciais para avaliar o processo de ajustamento, implementar uma assistência considerando a individualidade de cada pessoa e a necessidade de mudança de hábitos de vida, no sentido de promover o ajustamento social e a saúde dessas pessoas e de seus familiares para melhoria de sua qualidade de vida. Poderão também influenciar na reflexão dos profissionais de saúde sobre as próprias concepções do ajustamento social.
Description: 129f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9577
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGENF)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Rodrigues_Dissertacao.pdf728.84 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA