DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) >
Dissertações de Mestrado (PPGENF) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9559

Title: Violência Doméstica Contra a Mulher: Representações Sociais de Profissionais na Estratégia de Saúde da Família
Authors: Silva Filho, Claudio Claudino
???metadata.dc.contributor.advisor???: Diniz, Normélia Maria Freire
Keywords: Violência Doméstica;Assistência integral à saúde da mulher;Saúde da Família;Ação Intersetorial;Enfermagem
Issue Date: 9-Apr-2013
Abstract: Esta dissertação teve como objeto de estudo as representações sociais de profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) sobre a violência doméstica contra mulheres e a assistência prestada, sendo integrante do Projeto matriz “Fatores de Vulnerabilidade na Saúde das Crianças e Adolescentes de São Francisco do Conde”, apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB). O objetivo geral foi analisar as representações sociais de profissionais de saúde sobre a violência doméstica contra a mulher e a assistência prestada. Os objetivos específicos foram identificar a estrutura e o conteúdo das representações sociais de profissionais de saúde sobre a violência doméstica contra a mulher; e descrever as representações sociais de profissionais de saúde sobre a violência doméstica contra a mulher e a assistência prestada. Trata-se de uma pesquisa descritiva exploratória, com abordagem qualitativa, a partir do eixo teórico da Teoria das Representações Sociais. Os sujeitos do estudo foram 52 profissionais que atuam na ESF em São Francisco do Conde-BA. Respeitaram-se as premissas éticas e legais da Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde (CNS). Após aprovação do projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) sob o nº 01/2011, realizou-se a coleta através do Teste de Associação Livre de Palavras (TALP) e da entrevista. Os dados provenientes do TALP foram processados através do EVOC-2003 e os dados qualitativos foram organizados com base na Análise de Conteúdo de Bardin. O estudo permitiu mostrar que a estrutura das representações sociais de profissionais de saúde sobre violência doméstica contra a mulher encontra-se sustentada por elementos no Núcleo Central que guardam relação com o poder legitimado socialmente ao homem sobre a mulher (“abuso”, “covardia”, “intolerância”, “desrespeito” e “submissão”), e com sentimentos que mostram a fragilidade da mulher em vivência de violência doméstica (“medo”, “desespero” e “tristeza”). A ESF mostrou-se como um espaço privilegiado para identificação e enfrentamento de situações de violência doméstica, mas os profissionais reconhecem esta expressão da violência principalmente vinculada a manifestações físicas, representação que repercute em atendimentos pautados no biológico. O enfrentamento da violência doméstica para a mulher é representado como centrado na autoestima, apoio familiar e denúncia, sendo que as(os) colaboradoras(es) desconhecem os serviços para encaminhamento dentro da Rede local, o que limita o atendimento de saúde na perspectiva da integralidade. Sinaliza-se a necessidade de aperfeiçoamento no processo de reconhecimento e abordagem da violência pelos profissionais na atenção primária à saúde, valorizando o diálogo, a escuta, e o reconhecimento do outro como sujeito de direitos.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9559
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGENF)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação CLÁUDIO - Versão Final para Homologação 25.02.pdf2.97 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA