DSpace

RI UFBA >
Instituto de Letras >
Programa de Pós-graduação em Letras e Lingüística (PPGLL até 2010) >
Dissertações de Mestrado (PPGLL) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8549

Title: Caminhando com o povo: discurso político e ideologia nas malhas da semiótica greimasiana
Authors: Vasconcelos, Suani de Almeida
???metadata.dc.contributor.advisor???: Santana Neto, João Antonio de
Keywords: Discurso político. Ideologia. Análise do discurso. Semiótica e literatura.
Issue Date: 19-Feb-2013
Abstract: A tese "Caminhando com o povo: Discurso Político e Ideologia nas malhas da semiótica greimasiana”, produzida a partir de uma pesquisa bibliográfica, teve como objetivo a análise do percurso gerativo de sentido em alguns discursos escritos e em dois textos visuais do ex-Deputado Federal pelo MDB (Movimento Democrático Brasileiro), Francisco José Pinto dos Santos (Chico Pinto), ex-político da cidade de Feira de Santana/Ba. Teve ainda como meta específica verificar a memória intertextual que a cadeia de significação permite extrair do discurso, atrelada ao problema central que diz respeito à forma pela qual os recursos linguísticos se apresentam no âmbito da significação, estruturados no percurso gerativo de sentido, com vistas a atingir o ouvinte e conseguir veicular persuasão e o sentido ideológico pretendido. Tomou-se, assim, como aporte científico, os pressupostos da Semiótica Textual, lastreada nos trabalhos de Algirdas-Julien Greimas e em seus consequentes desdobramentos teóricos no campo dos textos políticos e imagéticos. O corpus escolhido é composto por duas fotografias e quatro discursos, cujos conteúdos retratam a ação política do ex-deputado entre os anos de 1979 e 1981 na Câmara Federal. Os discursos analisados, situados no período do regime militar, sob a presidência do General João Baptista de Oliveira Figueiredo, intitulam-se: “A posse do General Figueiredo não é honrada pela unção popular” de 14 de março de 1979; “A greve dos camponeses de Conquista e Barra do Choça” de 02 de junho de 1980; “O inquérito infame do Riocentro (não acredite em sinceridade de IPM. Isto é coisa de general)” de 16 de junho de 1981 e “Um Governador cruel com a rebeldia popular (Povo e líderes: Prisioneiros amargurados de um regime selvagem)” de 25 de agosto de 1981. A semiótica textual, como ciência da significação, possibilitou as análises das estratégias narrativas e discursivas, uma vez que são, a partir delas, que se pode acompanhar e entender o sentido pretendido, considerando-se, nos textos analisados, o valor da argumentação e o jogo persuasivo.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8549
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGLL)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Suani de Almeida Vasconcelos.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA