DSpace

RI UFBA >
Escola de Administração >
Núcleo de Pós-Graduação em Administração (NPGA) >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8129

Title: Desenvolvimento local: adaptação ou contestação? as realidades de garapuá e barra dos carvalhos-ba
Authors: Icó, Iara
???metadata.dc.contributor.advisor???: Milani, Carlos Roberto Sanchez
Keywords: desenvolvimento local;emancipação;contestação;comunidades pesqueiras;Barra dos Carvalhos;Garapuá;local development;emancipation;contestation;fishery communities;Barra dos Carvalhos (Bahia);Garapuá (Bahia)
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal da Bahia
Abstract: A partir da realidade empírica das localidades de Garapuá e Barra dos Carvalhos (Baixo Sul baiano), esta dissertação discute as raízes, premissas e limitações dos novos modelos de desenvolvimento local adotados no Brasil a partir dos anos 1990. Para tanto, retraça as heranças históricas do modelo de desenvolvimento vigentes no Brasil no pós-Segunda Guerra Mundial. Com a abertura democrática brasileira e a clara inserção do país nos processos de globalização, o desenvolvimento adquire novos conteúdos buscando superar o excessivo economicismo e dando ênfase às escalas locais de intervenção econômica e política. O local passa, neste momento da história nacional, a ser definido como um espaço capaz de reduzir os déficits democráticos e sociais do país e de constituir-se como a escala de intervenção possível (e desejada, segundo alguns) para uma estratégia viável de desenvolvimento no Brasil. O desenvolvimento local pode, porém, ser analisado, paradoxalmente, sob duas facetas: o desenvolvimento local enquanto adaptação ao modo de produção do capital ou enquanto contestação contra-hegemônica através de um outro modo de desenvolvimento. Nesta dissertação, opta-se pela segunda construção teóricometodológica do desenvolvimento local e se adota uma perspectiva crítica de transformação social, reconhecendo, assim, os limites e os entraves postos ao desenvolvimento local na resolução de desigualdades sociais e econômicas estruturais. Nas duas comunidades pesqueiras analisadas, percebe-se a necessidade de definir uma estratégia de desenvolvimento local que se consubstancie em um projeto político de transformação social desde que também relacionado a um modo de desenvolvimento nacional e endógeno. De fato, por mais que se reconheça a existência de um modo de vida peculiar dos pescadores e marisqueiras, que define um processo de resistência frente às ameaças do modo de produção capitalista, percebe-se que a concepção do desenvolvimento como transformação social pressupõe a construção de trajetórias de negação e contestação aos processos hegemônicos no campo da teoria e da prática do desenvolvimento local.
Description: p. 1 - 180
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8129
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
BBBBBBB.pdf4.03 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA