DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Comunicação >
Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas ( POSCOM) >
Comunicação e Política >
Dissertações de Mestrado (Pós-Com_Comunicação e Política) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8020

Title: O jornalismo político sob o aspecto ético: o escândalo do senado, de 2009, nas revistas Carta Capital e Veja
Authors: Dantas, Neuma
???metadata.dc.contributor.advisor???: Almeida, Gilberto Wildberger de
Keywords: Ética;Jornalismo;Escândalo do Senado;Revistas semanais Carta Capital e Veja
Issue Date: 22-Jan-2013
Abstract: Esta pesquisa observou o modo como o jornalismo brasileiro narrou, descreveu e interpretou, sob o aspecto ético, os eventos políticos que redundaram no Escândalo do Senado ou Escândalo dos Atos Secretos, retratado na plataforma impressa das revistas semanais Carta Capital e Veja, no ano de 2009. Para cumprir os objetivos e questionamentos da pesquisa, demandou-se uma atenta reflexão sobre os conceitos de ética, moral, deontologia, enquadramento e escândalo político. Visitou-se os primórdios do jornalismo, às origens históricas, socioculturais, antropológicas e religiosas do país. Uma panorâmica sobre a formação ética nos cursos universitários e a especificidade de uma ética jornalística. Abordamos ainda o estudo da interseção entre a ética e os valores consagrados do jornalismo: a objetividade e a verdade/veracidade e a influência dos intervenientes organizacionais no processo de produção das noticias e no exercício ético nas redações, apreciada pelas teorias do jornalismo. Protagonizaram o principal escândalo político midiático do Senado, até então, o presidente da Casa, o senador José Sarney, diretores do Senado, senadores de diferentes partidos, o presidente Lula e o próprio jogo das forças políticas competitivas. A partir da assiduidade de enquadramentos das descomposturas dos agentes políticos, investigou-se como os jornalistas dos veículos estudados julgam tais equívocos éticos, selecionam as causas, as consequências e as sugestões para minimizar os problemas apresentados pela crise política. O guia metodológico ancora-se na Análise de Enquadramento (Frame Analysis) e na técnica de pesquisa qualitativa, a Análise de Conteúdo. As narrativas jornalísticas foram comparadas observando-se a polarização concernente, a favorabilidade ou não, o nível de atenuação ou acusação imputada aos envolvidos no escândalo. O exame dos enquadramentos indicou, de uma forma geral, que os jornalistas narraram os eventos políticos em volta do Escândalo do Senado sob o julgo da desmoralização e pessimismo. Os resultados revelam que as coberturas avaliam as ações e declarações dos legisladores de maneira sofrível, à base da repulsa, indignação, desconfiança e reprimendas. A indiferenciação entre o público e o privado foi entendida como o eixo central da crise senatorial. As consequências mais apontadas da crise são os prejuízos às instituições, ao processo democrático e o descrédito do público na política. Quanto à polarização dos textos, os contrastes mostram-se mais no que reporta à política editorial das publicações do que propriamente à narração dos fatos políticos.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8020
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (Pós-Com_Comunicação e Política)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Neuma Dantas.pdf2.78 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA