DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Artigos Publicados em Periódicos (Enfermagem) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/6858

Title: Experiências sexuais de mães adolescentes, vulnerabilidade e dupla proteção
Other Titles: Revista Baiana de Enfermagem
Authors: Silva, Ligia Veloso Marinho da
Coelho, Edméia de Almeida Cardoso
Keywords: Enfermagem;Dupla proteção;Experiências sexuais;Gravidez na adolescência;Vulnerabilidade;Contraception;Pregnancy in adolescence;Vulnerability
Issue Date: 2011
Publisher: Revista Baiana de Enfermagem
Abstract: As experiências sexuais vêm se iniciando em idade mais precoce e a exposição à gravidez não planejada e à Infecção Sexualmente Transmissível (IST)/Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) fazem com que o uso da dupla proteção seja necessário. O estudo tem como objetivos identificar, junto a mães adolescentes, suas experiências sexuais e interpretar tais experiências, articulando-as à adoção da dupla proteção. Trata-se de estudo de abordagem qualitativa, desenvolvido com sete mães adolescentes em um Centro de Saúde em Salvador, Bahia. O material empírico foi produzido por meio de grupo focal, após autorização das adolescentes e da(o)s responsáveis e analisado de modo interpretativo, seguindo princípios da pesquisa qualitativa. Os resultados mostraram que as adolescentes mantinham-se em situação de vulnerabilidade às IST/HIV, recorrendo a práticas que consideram protetoras baseadas principalmente em mitos sobre a contracepção e a gravidez. Embora reconhecessem a exposição às IST/HIV, a prevenção de nova gravidez foi o que definiu suas iniciativas de proteção com o uso do condom. A participação no estudo representou, para as adolescentes, uma oportunidade de aprendizado sobre a questão, relatada durante o grupo focal. Conclui-se que se faz necessário socializar a dupla proteção nos espaços em que as(os) jovens transitam e não somente ampliar o acesso a informações e a serviços, mas desenvolver processos educativos de modo contextualizado. Daí a relevância das práticas em saúde, sendo particularmente importante, a atuação da enfermeira(o) por meio de atividades clínicas e educativas, que devem permear todas as ações no campo da saúde sexual e reprodutiva.
Description: p. 133-144, maio/ago. 2011
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/6858
ISSN: 2178-8650
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Enfermagem)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
CC.pdf717.76 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA