DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo (PPGNEIM) >
Dissertações de Mestrado (PPGNEIM) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/6279

Title: Representações sobre a prostituição feminina na obra de Jorge Amado: um estudo estatístico
Authors: Brívio, Gustavo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Sardenberg, Cecília Maria Bacellar
Keywords: prostituição;gênero;raça/etnia;classe social;idade/geração
Issue Date: 28-Jun-2010
Abstract: O presente trabalho se insere no campo dos estudos de gênero. Em seu desenvolvimento, procurou investigar, na literatura do romancista Jorge Amado, as representações sobre as personagens femininas que se prostituem. Nesse sentido, gênero, raça/etnia, idade/geração e classe social foram consideradas dimensões básicas constituintes das representações analisadas. A amostra do estudo foi composta por 888 personagens femininas. Inicialmente, com o intuito de caracterizá-la, empreendeu-se um estudo descritivo a partir da freqüência das seguintes variáveis categóricas: ocupação, classe social, estado conjugal, raça/cor e etnia, idade/geração; corpo, corpo erotizado, violência de gênero contra a mulher e violência sexual contra a mulher. Em seguida, a investigação restringiu-se apenas às personagens envolvidas com o universo sócio-ficcional da prostituição. Nesse momento, além do estudo descritivo, procurou-se analisar os cruzamentos entre as variáveis categóricas acima destacadas, atentando para a complexa dinâmica das intersecções entre os diversos marcadores sociais em questão. O teste estatístico qui-quadrado foi utilizado para determinar a possível existência de associações significativas entre o conjunto das variáveis apresentadas. Os resultados encontrados revelam que a literatura amadiana contribui para a difusão de representações marcadamente patriarcais sobre suas personagens femininas, entre outros, ao polarizar suas mulheres em duas categorias dicotômicas: “do lar” e “prostitutas”. No âmbito das relações étnico-raciais, a obra do autor baiano influencia na perpetuação das imagens sobre a sensualidade “natural” e exuberante sexualidade das mulheres racializadas. Além disso, pôde-se verificar que a classe social não aparece como determinante para a maior ou menor exposição das meretrizes de Amado à violência de gênero.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/6279
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGNEIM)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Final.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA