DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Artigos Publicados em Periódicos Nacionais (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/6033

Title: Brechas redutíveis de mortalidade em capitais brasileiras (1980 - 1998)
Other Titles: Epidemiol. Serv. Saúde
Authors: Silva, Ligia Maria Vieira da
Costa, Maria da Conceição Nascimento
Paim, Jairnilson Silva
Dias, Indaiá do Brasil
Cunha, Alcione Brasileiro Oliveira
Guimarães, Zuleica Antunes
Sousa, Lorena Fontoura
Pimentel, Vanessa Nascimento
Bispo, Renata Dias
Keywords: Desigualdades;Diferenciais;Mortes Evitáveis;Avaliação;Brechas
Issue Date: 2005
Abstract: Foi realizado um estudo descritivo de agregados espaço-temporais abordando causas selecionadas de mortalidade evitável, no período compreendido entre 1980 e 1998. O Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), a Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) foram as fontes de dados utilizadas. Para a análise desses dados, foram calculados os coeficientes de mortalidade padronizados para tuberculose e doença cerebrovascular, além dos coeficientes de mortalidade infantil por diarréia e infecção respiratória aguda. A estratificação das capitais segundo condições de vida foi feita mediante técnica estatística da análise de componentes principais. Para cada uma das capitais, foram calculadas as brechas redutíveis de mortalidade (BRM) em relação ao estrato (BRE) e ao País (BRP), o percentual da redução anual e a razão de desigualdade entre as capitais. Verificou-se tendência majoritária de decréscimo dos indicadores na maioria das capitais brasileiras, tanto da mortalidade infantil por diarréia (entre -77,4% e -5,3%) como pelas infecções respiratórias agudas (entre -69,9% e -7,1%). A redução do valor médio das BRE para ambas as causas, em todo o período estudado, revela possível efeito dos programas específicos voltados para o controle desses agravos. Já em relação à mortalidade por tuberculose e doença cerebrovascular, embora houvesse ocorrido redução das médias qüinqüenais dos coeficientes de mortalidade na maioria das capitais, verificou-se aumento em diversas delas, o que indica problemas nas estratégias de controle. Por sua vez, o registro de valores elevados das BRP, ao lado das razões de desigualdade – que variaram entre 0,4 e 11,0 –, revela a persistência de desigualdades regionais e sociais.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/6033
ISSN: 1679-4974
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos Nacionais (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Paim JS. 2005 artigo2.pdf275.93 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA