DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Artigos Publicados em Periódicos Estrangeiros (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/4735

Title: Simultaneidade de fatores de risco cardiovascular modificáveis na população adulta de Salvador (BA), Brasil
Other Titles: Revista Panamericana de Salud Pública
Authors: Lessa, Ines
Araújo, Maria Jenny
Magalhães, Lucélia
Almeida Filho, Naomar Monteiro de
Aquino, Estela Maria Motta Lima Leão de
Costa, Maria Cecília R.
Keywords: Alcoolismo;dislipidemia;diabetes mellitus;hipertensão;índice de massa corporal;peso corporal;tabagismo
Issue Date: 2004
Abstract: Objetivo. Estimar a freqüência da simultaneidade de fatores de risco cardiovascular modificáveis, com e sem inclusão da hipertensão arterial, em uma população miscigenada. Método. Estudo transversal realizado em 1 298 adultos com idade ≥ 20 anos na Cidade de Salvador, Brasil, em 2000. Foram incluídos oito fatores de risco cardiovascular modificáveis, considerados em qualquer combinação: colesterol total ≥ 240 mg/dL; colesterol das lipoproteínas de alta densidade (HDL-c) < 40 mg/dL; triglicerídeos ≥ 200 mg/dL; glicemia ≥ 126 mg/dL + diabetes controlado; índice de massa corporal ≥ 25 kg/m2, cintura ≥ 102 cm (homens) e ≥ 88 cm (mulheres), tabagismo e alcoolismo. Os resultados foram estratificados de acordo com o número de fatores de risco simultâneos (de zero a cinco ou mais; e dois ou mais). Os dados foram analisados em termos de proporções estimadas e intervalo de confiança de 95% (IC95%), com e sem inclusão da hipertensão arterial (critério JNC-VI), razões entre proporções e qui-quadrado para proporções como medida de associação. Resultados. Entre os homens (41,4% dos participantes), 7,5% (IC95%: 2,5 a 9,7) não apresentaram fatores de risco; 68,8% (IC95%: 65,0 a 72,8) apresentaram dois ou mais fatores de risco, excluída a hipertensão. Quando a hipertensão foi incluída, 73,4% (IC95%: 69,7 a 77,1) apresentaram dois ou mais fatores de risco. Entre as mulheres, 11,6% não apresentaram fatores de risco. A presença de dois ou mais fatores de risco, excluída a hipertensão, foi observada em 67,7% (IC95%: 64,8 a 71,4). Após inclusão da hipertensão, 71,7% (IC95%: 68,5 a 74,9) das mulheres apresentaram dois ou mais fatores de risco. Foram observadas diferenças significativas entre presença de dois ou mais fatores de risco para homens com até 4 anos de estudo versus homens com 5 a menos de 11 anos de estudo (P < 0,05); mulheres com até 4 anos de estudo versus 5 a menos de 11 anos de estudo; mulheres com até 4 anos de estudo versus 11 ou mais anos de estudo (P < 0,01); e para mulheres negras versus brancas (P < 0,01). Conclusão. A elevada proporção de múltiplos fatores de risco cardiovascular em Salvador, incluindo- se ou não a hipertensão, especialmente na população de baixa escolaridade e em pessoas negras, sugere a necessidade de estratégias sociais abrangentes para reduzir as desigualdades sociais, promover a saúde, e facilitar o tratamento de fatores de risco cardiovascular.
Description: p. 131-137
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/4735
ISSN: 1680-5348
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos Estrangeiros (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
1147376911.pdf79.03 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA