DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pos Graduacao em Museologia (PPGMUSEU) >
Dissertações de Mestrado (PPGMUSEU) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32343

Title: Um “abrigo” para o acervo da Igreja da Sé: trajetória de institucionalização e implantação do Museu de Arte Sacra da Universidade Federal da Bahia (1939-1959)
Authors: Pinho, Catia Braga Moreira de.
???metadata.dc.contributor.advisor???: Cerávolo, Suely Moraes.
Keywords: Memória;Patrimônio Nacional;Política de Preservação;Museu de Arte Sacra da Universidade Federal da Bahia.
Issue Date: 21-Oct-2020
Abstract: A pesquisa investiga a trajetória de institucionalização e implantação do Museu de Arte Sacra da Universidade Federal da Bahia (MAS-UFBA), no recorte cronológico de 1939 a 1959 – se constituindo em estudo de caso na área da preservação de acervos do patrimônio nacional, representativo de uma noção de identidade regional. A experiência do museu universitário baiano é considerada pioneira no Brasil, , porém, não aconteceu sem os jogos de poder e disputas entre agentes e agências, como Rodrigo Melo Franco de Andrade, diretor do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN), Godofredo Filho, representante do 2° Distrito do SPHAN, Edgard Rêgo Santos, reitor da UFBA, e D. Augusto Álvaro Cardeal da Silva, arcebispo da Bahia e Primaz do Brasil. Indícios de tentativas anteriores de implantação do pretendido museu, até então desconhecidas, levou ao objetivo desta dissertação – em busca de esclarecimentos que evidenciassem quais ações compuseram o caminho percorrido. A documentação em análise, oriunda em sua maioria de arquivos do SPHAN pôde esclarecer este percurso, salientando três tentativas de implantação e a indicação de diferentes edificações para sede do desejado museu – Catedral Basílica de Salvador, Solar São Dâmaso e Convento de Santa Teresa. No trânsito historiográfico que antecede esta trajetória, ressalta-se o caso de demolição da Igreja da Sé de Salvador, episódio que deu origem ao debate de preservação de monumentos históricos nos primeiros anos do século XX e, por consequência, formou uma coleção de arte sacra pertencente à Arquidiocese Primaz. Considerando as mudanças políticas no âmbito cultural, destaca-se a necessidade de proteção do valioso acervo por meio da implantação de um museu que os pudesse servir de “abrigo”, projeto amplamente negociado pelo 2° Distrito do SPHAN, contudo, somente realizado após estabelecida parceria com a UFBA.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32343
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGMUSEU)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
PINHO, C. B. Um “abrigo” para o acervo da Igreja da Sé [...]. 2020..pdf6.22 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA