DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) >
Dissertações de Mestrado (PPGCS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32072

Title: O Riso do demônio: o inferno irônico n' o Príncipe de Maquiavel
Authors: Pacheco, Marina Rute
???metadata.dc.contributor.advisor???: Sanches, Alvino Oliveira
Keywords: Ironia;Maquiavel;O Príncipe
Issue Date: 30-Jul-2020
Abstract: Esta dissertação investigou de que modo a ironia, em O Príncipe de Maquiavel, pode ser concebida como um recurso retórico e uma dimensão central na abordagem sobre a política. Maquiavel, uma das principais referências do pensamento político renascentista, simboliza as controvérsias no interior do humanismo e as tensões na cultura retórica renascentista próprias de um período repleto de profundas transformações, destacando a inauguração da modernidade na fase do capitalismo comercial. Além disso, sua obra trata da crise contemporânea da autoridade política e religiosa, contemplando a discussão sobre o papel do poder político e da persuasão, portanto, na conquista e manutenção do poder. As questões colocadas para a pesquisa foram as seguintes: como a ironia no O Príncipe de Maquiavel pode ser concebida como uma retórica de convencimento? De que maneira se apresenta como chave analítica para a compreensão da visa política?” Os principais achados do trabalho apontam que a utilização da ironia em “O Príncipe” aparece nos exemplos que o autor dá ao longo do texto, pois, ao ilustrar aquilo que ele buscou discorrer anteriormente, Maquiavel traz exemplos irônicos que ora entram em contradição com aquilo que ele estava discorrendo, ora buscam em um exemplo extremo ilustrar a situação relatada. No primeiro tipo, trata-se de uma ironia verbal, no segundo tipo, da ironia situacional.
This study investigates how the irony, in The Prince by Machiavelli, can be conceived as a rhetorical resource and a central dimension in the approach to politics. Machiavelli, one of the main references of Renaissance political thought, symbolizes the controversies within humanism and the tensions in the Renaissance rhetorical culture which are peculiar to a period replete with deep transformations, highlighting the opening of modernity in the phase of commercial capitalism. In addition, his work deals with the contemporary crisis of political and religious authority, contemplating the discussion about the role of political power and persuasion, thus, in the conquest and maintenance of power. The main questions in this research are: “How can the irony in The Prince by Machiavelli be conceived as a rhetorical device? And in which way does it present itself as an analytical key to the understanding of the political life?” The main findings about this rhetorical feature were that in the irony in The Prince, the prince always appears in the examples given by the author along the text, because by illustrating what he sought to discuss earlier, Machiavelli brings ironic examples that sometimes contradict what he was discussing, and other times seeks in extreme example to illustrate the situation reported. In the first case, it is a verbal irony, in the second one, it is a situational irony.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32072
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
O RISO DO DEMÔNIO_ o inferno irônico no Principe de Maquiavel_Marina Rute Pacheco.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA