DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) >
Dissertações de Mestrado (PPGH) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31887

Title: A colheita das almas dispersas: As missões itinerantes jesuíticas na América portuguesa
Authors: Magalhães, Antonildo Santos de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Souza, George Evergton Sales
Keywords: Companhia de Jesus;Missões itinerantes;Disciplinamento social;Bahia;Society of Jesus;Itinerant missions;Social discipline
Issue Date: 1-May-2020
Abstract: Esta dissertação estuda as missões do interior realizadas pela Companhia de Jesus, no arcebispado da Bahia, entre os anos de 1700 a 1752, com o objetivo de compreender o processo de controle dos comportamentos dos indivíduos efetivado pela Igreja na América portuguesa. Pautando-se pela noção de disciplinamento social, este trabalho investiga o papel desempenhado pelos missionários itinerantes na ação desenvolvida pela Igreja Católica que tinha o intuito de internalizar um conjunto de normas na população colonial. Dá-se bastante atenção ao aspecto dialético da ideia de disciplinamento, e para tanto são analisadas as constantes negociações e adequações demandadas pela realidade da colônia e da sua população. A partir da análise de documentos que tratam da ação missionária jesuítica, principalmente, as cartas ânuas, constata-se que as missões itinerantes foram bastante relevantes para a assistência religiosa da população que habitava os recôncavos e sertões da Bahia. Os inacianos levaram as palavras do Evangelho aos moradores que não tinham a presença regular de um pároco ou de um missionário e que temiam pela danação de suas almas. Os missionários itinerantes tiveram, também, o papel de enquadrar os indivíduos que não conheciam os preceitos da religião católica, ou ainda, aqueles que conheciam a doutrina católica, e que, por escolha, não os seguiam.
This dissertation aims to study the interior missions carried out by the Society of Jesus in the archbishopric of Bahia between 1700 and 1752, in order to understand the process of control of the individuals´ behavior implemented by the Church in the Portuguese America. Based on the notion of social discipline, this work investigates the role played by itinerant missionaries Jesuits in the action developed by the Catholic Church that had the intention of internalizing a set of norms into the colonial population. Much attention was paid to the dialectical aspect of the idea of disciplining, and for this purpose, the constant negotiations and adjustments demanded by the colony and the population´s reality were analyzed. It can be seen, from the analysis of documents about Jesuit missionary action, mainly the Annual Letters, that the itinerant missions were extremely relevant for the religious assistance of the population that lived at the Recôncavo and Sertões of Bahia. Jesuits took the words of the Gospel to the residents who did not have the regular presence of a priest or a missionary and who feared for the damnation of their souls. The itinerant missionaries also had the role of framing those who did not know the precepts of the Catholic religion, or those who knew the Catholic doctrine but, by choice, did not follow them.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31887
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGH)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Magalhães, Antonildo Santos de.pdf1.47 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA