DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Programa de Pós-Graduação em Saúde, Ambiente e Trabalho (PPGSAT) >
Dissertações de Mestrado (PPGSAT) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31800

Title: Riscos ocupacionais e medidas de proteção na pesca artesanal: características da atividade de mariscagem
Authors: Goiabeira, Fernanda dos Santos Lima
???metadata.dc.contributor.advisor???: Rêgo, Rita de Cássia Franco
Keywords: Saúde do trabalhador;Riscos ocupacionais;Fatores de riscos;Medidas de proteção;Pescador artesanal;Homem do mar
Issue Date: 10-Apr-2020
Abstract: Objetivo: Identificar a prevalência de riscos na pesca artesanal e as medidas de proteção adotadas por marisqueiras da Ilha de Maré, Bahia. Métodos: Estudo epidemiológico de corte transversal realizado com 186 marisqueiras de Ilha de Maré, utilizando questionário estruturado e padronizado. Realizou-se um censo, por domicílio, entre dezembro de 2010 e agosto de 2011. Resultados: Trabalho executado sob intempéries como sol e chuva foi observado nas etapas de coleta, transporte e lavagem do marisco. A exposição ao calor excessivo foi relatada de forma predominante para caracterizar o trabalho nas fases de coleta (87,6%), cozimento (86%) e transporte (77,4%). A repetitividade aparece como o principal risco ergonômico investigado nas etapas de coleta (98,9%) e cata do marisco (95,7%). Os principais riscos de acidentes relacionam-se a mordida de animais aquáticos (78%), risco de ser atingida por raios (96,8%) e transporte do marisco (95,2%). Quanto aos riscos biológicos e químicos, a etapa em que há maior percepção de exposição às substâncias e agentes correspondentes foi a de coleta do marisco. Quanto aos riscos físicos, a exposição direta ao sol durante a jornada de trabalho ocorre sem proteções eficazes. O uso de boné (55%), chapéu de palha (9,9%) e pano amarrado na cabeça (29,8%) foi evidenciado. As medidas de proteção à pele são adotadas por 33,9% (63) da população.Quando as atividades são realizadas sob a chuva, as medidas de proteção são adaptadas conforme necessidade e recursos disponíveis. Conclusão: Foram identificados fatores de riscos ocupacionais em todas as etapas da mariscagem. Esse fatores sofreram influência da etapa desenvolvida e do ambiente de trabalho. A exposição a riscos no ambiente de trabalho, reconhecidamente, pode causar ou agravar doenças e até mesmo levar o trabalhador a óbito.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31800
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGSAT)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
28_mar._2012_ Dissertação Fernanda Goiabeira.pdf2.88 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA