DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) >
Dissertações de Mestrado (PPGENF) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31050

Title: Cuidado pré-natal a adolescentes sob o olhar da integralidade
Authors: Melo, Mônica Cecília Pimentel de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Coelho, Edméia de Almeida Cardoso
Keywords: Gravidez na adolescência;Cuidado pré-natal;Educação sexual para meninas;Adolescentes (Meninas) – Comportamento sexual;Teenage pregnancy;Prenatal care;Sex education for girls;Teenage girls - Sexual behavior
Issue Date: 11-Dec-2019
Abstract: A gravidez na adolescência tem sido considerada um problema de saúde pública, haja vista ser fenômeno crescente, sobretudo entre as adolescentes pobres, sendo associada à falta de oportunidades sociais, no que se inclui a ausência de educação sexual na família, na escola e nos serviços de saúde. Portanto, no pressuposto que o redirecionamento das políticas de saúde na atualidade vem provocando mudanças na qualidade da atenção em saúde, que subentende o cuidado pré-natal com adolescentes, cujas especificidades requerem um olhar mais diferenciado e que à atenção destinada a esse grupo tem se desenvolvido por meio do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS)/Programa de Saúde da Família (PSF), principalmente em áreas interioranas, decidimos por uma investigação científica, ao qual tem como objeto o cuidado pré-natal à adolescentes. O estudo busca responder a seguinte questão: Como os(as) profissionais do PACS/PSF vêm concretizando as práticas de cuidado as adolescentes grávidas? O estudo tem como objetivos: analisar os condicionantes da gravidez na adolescência, segundo a visão dos(as) profissionais do PACS/PSF; conhecer o processo de cuidado pré-natal a adolescentes grávidas desenvolvido por profissionais da rede básica de saúde e analisar o cuidado pré-natal a adolescentes, valorizando limites e possibilidades de efetivação da integralidade. Trata-se de um estudo qualitativo com enfoque teórico em gênero e integralidade. Foi desenvolvido em unidades de PACS/PSF, no interior da Bahia com profissionais que cuidam de adolescentes durante a gravidez. O material empírico foi produzido por meio de entrevista semi-estruturada e de observação não-participante em consultas de enfermagem e médicas e mediante visitas domiciliares realizadas por agentes comunitários de saúde. Foi analisado por meio da técnica de análise do discurso, segundo Fiorin, entendendo-se o discurso como uma posição social, cujas formações ideológicas são materializadas na linguagem. À medida que são estudados os elementos discursivos é revelada a visão de mundo dos sujeitos inscritos nos discursos, sendo esta determinada socialmente. A análise revelou que, na visão dos(as) profissionais, a gravidez é utilizada como estratégia de defesa de jovens contra adversidades sociais, buscando uma oportunidade de união com parceiros idealizados como protetores e provedores, reproduzindo, assim, um modelo de mulher-mãe, doméstica e dependente de outrem. No tocante às ações concretas de cuidado às adolescentes grávidas, o trabalho profissional é orientado pelo modelo biomédico, em que as ações de saúde concentram-se, essencialmente, na clínica distanciando-se das necessidades mais amplas das adolescentes. Existem modos diferenciados de perceber o fenômeno da gravidez na adolescência, mas, na prática, todos operacionalizam suas ações pela visão tecnicista. Portanto, o cuidado pré-natal à adolescente, distancia-se da perspectiva da integralidade, na medida em que as(os) profissionais, embora inseridas(os) em programas que valorizam as relações de cuidado, mantêm-se presas(os) às bases de formação, orientadas por sujeições ideológicas a um modelo que nega, às adolescentes grávidas, a oportunidade de serem sujeitos.
The pregnancy in adolescence has been considered a public health problem, it is seen to be growing phenomenon, especially among poor adolescents, being associated with a lack of social opportunities, it includes the lack of sex education in the family, at school and in services The health. Therefore, the assumption that the redirection of health policies at the present time is causing changes in the quality of care in health, which implies the prenatal care with adolescents, whose specifics require a look more differentiated and that the attention to this group has been developed through the Program of Community Health Agents (PACS) / Program of the Family Health (PSF), mainly in areas, we decided by a scientific research, which is the object as prenatal care to adolescents. The study seeks answer the following question: How do (the) professionals in the PACS / PSF are implementing the practices of care the pregnant teenagers? The study has the following objectives: to analyze the constraints of pregnancy in adolescence, according to the vision of (the) professionals in the PACS / PSF; Knowing the process of prenatal care to pregnant adolescents developed by professionals in the core network and analyze the health care prenatal to adolescents, valuing limits and possibilities of implementation of the whole. This is a qualitative study with focus on gender theory and completeness. It was developed in units of PACS / PSF, in the interior of Bahia with professionals who care for adolescents during pregnancy. The empirical material has been produced by means of semi-structured interview and observation non-participant in the nursing and medical consultations and through home visits conducted by community health agents. It was analyzed by means of technical analysis of speech, according Fiorin, it being understood the speech as a social, ideological formations which are material in the language. As the elements are studied discursive is revealed vision of the world of the subjects enrolled in speeches, which is socially determined. The analysis revealed that, in view of (the) professional, pregnancy is used as a strategy for defense of youth against social adversities, seeking an opportunity for union with partners idealized as protectors and providers, reproducing, thus, a model of woman-mother , domestic and dependent on others. As for the concrete actions of care to pregnant adolescents, the professional work is guided by the biomedical model, in which the actions of health are focusing essentially on the clinical distancing themselves the needs of the wider adolescents. There are different ways to understand the phenomenon of pregnancy in adolescence, but in practice, all organizations for their actions vision technicians. Therefore, the pre-natal care to the teen, away from the perspective of the whole, in so far as (the) professional, although included in (the) programs that enhance relations of care, remain prey to (the) bases training, ideological constraints driven by a model that denies to pregnant adolescents, the opportunity to be subjected.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31050
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGENF)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissert Monica Cecilia Pimentel de Melo.pdf944.96 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA