DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciência da Informação >
Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (POSICI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30952

Title: Representação temática de teses e dissertações: o uso do vocabulário controlado nas bibliotecas universitárias
Authors: Lopes, Maria Auxiliadora da Silva
???metadata.dc.contributor.advisor???: Lubisco, Nídia Maria Lienert
Keywords: Representação temática da informação;Vocabulários controlados;Organização da informação;Bibliotecas universitárias;Linguagens documentárias;Thematic representation of information;Vocabularies controlled;Organization of information;University libraries
Issue Date: 21-Nov-2019
Abstract: O tratamento temático da informação realizado nas bibliotecas universitárias visa preparar o documento para o acesso público, através de processos sistematizados de análise, síntese e representação. Esta temática suscitou com o objetivo averiguar as dificuldades que os iotecários indexadores enfrentam durante o processo de representação temática de teses e dissertações, a partir do uso do vocabulário controlado adotado na biblioteca universitária. Como percurso metodológico, optou-se pela pesquisa descritiva, cujo campo considerou a seleção de 36 universidades brasileiras que integram o ranking de 2019, publicado pela Consultoria Britânica de Educação Superior (The Times Higher Education), o qual arrola as 1.100 melhores universidades do mundo. Dentre estas, após definição de critérios, a populaçãoalvo para aplicação do instrumento de coleta de dados foi representada por 28 bibliotecas universitárias brasileiras públicas federais e estaduais. Como técnica de coleta de dados, utilizou-se o questionário eletrônico, encaminhado via e-mail institucional aos bibliotecários indexadores. Do total de 28 (100%) questionários aplicados, 19 (68%) responderam e 9 (32%) não se pronunciaram. Os resultados obtidos revelaram que nas bibliotecas universitárias que contam com uma política de indexação regulamentada e com vocabulário controlado próprio a queixa dos respondentes que mais se destaca é a dificuldade em traduzir assuntos novos decorrentes das pesquisas científicas, registradas em teses e dissertações. Já nas bibliotecas que não tem política de indexação, nem vocabulário controlado próprio, as dificuldades relatadas pelos bibliotecários indexadores referem-se principalmente à ausência de diretrizes para nortear o processo de indexação. No entanto, os resultados mostraram que mesmo nas bibliotecas que dispõem de vocabulário controlado próprio, há problemas quanto à ausência de especificidade dos termos novos decorrentes das pesquisas científicas. Da mesma forma, nas bibliotecas que utilizam vocabulário controlado construído fora da cultura terminológica dos produtores e pesquisadores das áreas científicas, os indexadores também relataram dificuldades com o uso de linguagens inadequadas na representação temática da informação.
Abstract- The thematic treatment of information carried out in university libraries aims to prepare the document for public access through systematic processes of analysis, synthesis and representation. This theme raised with the objective to investigate the difficulties that indexing librarians face during the process of thematic representation of theses and dissertations, from the use of controlled vocabulary adopted in the university library. As a methodological approach, we chose the descriptive research, whose field considered the selection of 36 brazilian universities that are part of the 2019 ranking, published by the British Higher Education Consultancy (The Times Higher Education), which lists the 1,100 best universities in the world. Among these, after defining criteria, the target population for application of the data collection instrument was represented by 28 brazilian federal and state public university libraries. As data collection technique, we used the electronic questionnaire, sent via institutional email to the indexing librarians. Of the 28 (100%) questionnaires applied, 19 (68%) answered and 9 (32%) did not comment. The results obtained revealed that in university libraries that have a regulated indexing policy and their own controlled vocabulary, the respondents' complaint that stands out is the difficulty in translating new subjects arising from scientific research, recorded in theses and dissertations. In libraries that do not have an indexing policy or their own controlled vocabulary, the difficulties reported by indexing librarians mainly refer to the absence of guidelines to guide the indexing process. However, the results showed that even in libraries that have their own controlled vocabulary, there are problems regarding the lack of specificity of new terms arising from scientific research. Similarly, in libraries that use controlled vocabulary built outside the terminological culture of scientific producers and researchers, indexers also reported difficulties with the use of inappropriate languages in the thematic representation of information.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30952
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (POSICI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Versão final - PDF - RI.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA