DSpace

RI UFBA >
Instituto de Química >
Programa de Pós-Graduação em Química >
Teses de Doutorado (POSQUIMICA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30056

Title: Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos no Recôncavo Baiano: exposição ambiental e risco de câncer em humanos
Authors: Lockwood, David Farias
???metadata.dc.contributor.advisor???: Campos, Vânia Palmeira
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Tavares, Tania Mascarenhas
Keywords: HPAs;Saúde;População marisqueira;Modelo Monte Carlo;Baía de Todos os Santos
Issue Date: 16-Jul-2019
Abstract: Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) são poluentes geralmente emitidos por processos de combustão. Atividades petrolíferas e industriais são uma das fontes principais de HPAs por lançamentos no meio ambiente via emissões atmosféricas, efluentes líquidos, derramamentos e resíduos sólidos. A principal preocupação em relação à saúde é o câncer. O objetivo deste estudo foi avaliar o incremento do risco de câncer durante o tempo de vida devido à exposição a HPAs no material particulado do ar ambiente, água de beber e moluscos comestíveis em diversos pontos de diferentes municípios com atividades industriais do Recôncavo Baiano e região metropolitana de Salvador: Caípe, Candeias, Ilha de Maré, Jabequara e Madre de Deus, São Francisco do Conde, como áreas industrias e de atividades petrolíferas; Baiacu e Saubara, como áreas a jusante das emissões industriais, porém distantes; Salvador, como área urbana; Arembepe e Praia do Forte, como áreas de referência. A metodologia adotada foi uma avaliação probabilística usando o método Monte Carlo por meio do software Oracle Crystal Ball. Os resultados das simulações considerando 70 anos de vida (percentil 95%) mostraram que o maior incremento de risco de câncer durante um tempo de vida (70 anos) se encontra em Caípe com risco de 1,3 x 10-3, o que significa entre um a dois casos adicionais de câncer numa população de mil pessoas, valor acima do tolerável; Ilha de Maré com risco de 9,4 x 10-4, São Francisco do Conde com risco de 3,0 x 10-4 e Madre de Deus com risco de 1,6 x10-4, todos valores acima dos máximos aceitos. Nessas localidades, quase todo o risco é associado ao consumo de moluscos locais. Dos municípios para os quais não existem dados de consumo de moluscos, Candeias apresentou o maior incremento de risco de câncer, 5,2 x 10-5, associado à alta concentração de HPAs no material particulado atmosférico. Dentro da faixa aceita para incremento de risco de câncer encontram-se Jabequara (6,5 x 10-6), Saubara (1,5 x 10-6) Baiacu (7,2 x 10-7), Salvador (4,9 x 10-7), Praia do Forte (2,3 x 10-6) e Arembepe (7,8 x 10-9). As estimativas de incremento do risco de câncer associadas à exposição a HPAs para as populações consumidoras de mariscos situadas no norte e nordeste da baia de Todos os Santos requerem a atenção das agências de saúde e meio ambiente.
Polycyclic aromatic hydrocarbons (PAHs) are pollutants that are usually emitted by combustion processes. Petroleum-related and industrial activities are main sources of environmental emissions of PAHs via atmospheric emissions, liquid effluent, spills andsolid waste. The main health concern is cancer. The goal of this study was to assess the incremental lifetime cancer risk due to PAH exposure from ambient airborne particulate matter, drinking water and edible mollusks at different locations of various cities with industrial activity in the Recôncavo Baiano and the Salvador metropolitan area:Caípe, Candeias, Ilha de Maré, Jabequara and Madre de Deus and São Francisco do Conde as industrial regions with petroleum operations; Baiacu andSaubara, areas downwind from industrial emissions, although relatively far; Salvador, an urban area; Arembepe and Praia do Forte as reference areas. The methodology used was a probabilistic assessment using the Monte Carlo method via the software Oracle Crystal Ball. The results of the simulations for a 70-year lifetime (95th percentile) showed a higher incremental lifetime cancer risk in Caípe with a risk of 1,3x 10-3, which corresponds to between one and two additional individuals with cancer in a population of 1,000, an unacceptably high risk; Ilha de Maré with a risk of 9,4x 10-4, São Francisco do Conde with a risk of 3,0 x 10-4and Madre de Deus with a risk of 1,6x10-4, all values above the maximum acceptable. At these locations, the risk is associatedto the consumption of mollusks from the local area. For the cities where mollusk data was not collected, Candeias had the highest incremental lifetime cancer risk, 5,2x 10-5, associated to the high concentration of PAHs in the airborne particulate matter. Acceptable incremental cancer risks were found in Jabequara (6,5x 10-6),Saubara (1,5 x 10-6) Baiacu (7,2x 10-7), Salvador (4,9x 10-7), Praia do Forte (2,3x 10-6) and Arembepe (7,8x10-9). The estimates for incremental cancer risk associated to PAH exposure for the mollusk-consuming populations to the north and the northeast of the All Saints Bay call for the attention of health and environmental regulatory agencies.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30056
Appears in Collections:Teses de Doutorado (POSQUIMICA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_David_final_27_06_19.pdfTese de doutorado7.96 MBAdobe PDFView/Open
Ficha_Catalografica_tese_David_27_06_19.pdfFicha cartográfica da tese2.03 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA