DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciência da Informação >
Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação >
Teses de Doutorado (POSICI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29808

Title: Necessidades informacionais das mulheres da comunidade quilombola de Itamatatiua - Maranhão
Authors: Pereira, Cleyciane Cássia Moreira
???metadata.dc.contributor.advisor???: Barreira, Maria Isabel de Jesus Sousa
Keywords: Ciência da Informação;Necessidades informacionais;Acesso e Uso da informação;Comunidades Quilombolas;Mulheres de Itamatatiua;Etnografia;Information science;Information needs;Access and use of information;Quilombola Commies;Women fron Itamatatia;Ethnography
Issue Date: 6-Jun-2019
Abstract: O estudo trata das necessidades informacionais voltadas à melhoria da produção, acesso e uso da informação pelas comunidades quilombolas ou comunidades remanescentes de quilombos, como reconhecidos recentemente pelo Estado brasileiro. Tem como objetivo geral analisar as necessidades informacionais dessas comunidades, relativas à otimização da produção, ao acesso e uso da informação pelas mulheres quilombolas. Especificamente, pretende-se caracterizar o perfil socioeconômico dessas mulheres, identificar como acessam e usam a informação, mapear as informações necessárias para promoverem melhorias na referida localidade e investigar a efetividade das políticas públicas voltadas para o atendimento de suas necessidades informacionais. Busca-se, com esta pesquisa, uma compreensão mais ampliada acerca das necessidades identitárias dessas comunidades. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com abordagens quantitativas e qualitativas, pautada na etnografia que determinou, como instrumentos de coleta dos dados: entrevistas semiestruturadas, a observação direta e participante, o diário de campo e a ficha de informante para coleta de dados, os quais foram interpretados a luz da análise de conteúdo. O campo empírico selecionado para investigação é a Comunidade Quilombola de Itamatatiua, localizada no município de Alcântara, Maranhão, que conta com 452 pessoas. A amostra investigada foi composta por 45 moradores, representando 10 % da totalidade, sendo 77,8% mulheres e 22,2% homens. Os dados foram organizados em três categorias: perfil dos entrevistados, fontes e necessidades de informação. Os resultados evidenciam participantes de maioria feminina, adultas, com baixa ou nenhuma escolaridade, renda dependente de programas governamentais e, geralmente, inferior a 1/3 do salário-mínimo. A oralidade é a prática de interação cultural da totalidade dos entrevistados, como fonte para obtenção da informação, seguida da televisão (35), sendo que, do total, sete citaram as fontes formais (dicionários, livros, apostilas e revistas). As necessidades informacionais mapeadas compreendem temáticas sobre saúde, educação, trabalho, moradia, atreladas aos papeis exercidos pelos indivíduos. Percebe-se nesse contexto de análise dessas necessidades, um fértil espaço para auxiliar no fortalecimento das práticas tradicionais desses grupos transmitidas pela oralidade e a se tornarem mais cônscios de sua cultura e do lugar que ocupam no mundo. Conclui-se que as mulheres investigadas são usuárias de informação e que seus interesses informacionais precisam ser atendidos, respeitando a tradição oral - através de oficinas, ações culturais- mas também, oferecendo possibilidades de acesso a recursos informacionais diferenciados que potencializem seu protagonismo social, permitindo-as por si a conquista de direitos usurpados por uma estrutura social excludente e discriminatória, desencadeando, assim, a abertura da ciência à sociedade.
The study is about information needs that are directed to the improvement of production, access and use of information by the Quilombola Communities, reminiscent Quilombola groups that are recently recognized by the Brazilian State. The main objective is to analyze the information needs of the Quilombola Communities directed to the optimization of production, access and use of information by the Quilombola women. Specifically, it is intended to characterize the socioeconomic profile of these women, identifying how they access and use information, as well as to map the necessary information to promote improvements in the mentioned community, and to investigate the effectiveness of the public policies directed to the attendance of their information needs. With this research, it is sought a more amplified comprehension about the identity needs of these Communities. It is a descriptive research with quantitative and qualitative approach, based on Ethnography, which determined as data collection instruments the following elements: semi structured interviews, direct and participant observation, field diary and the informant record for data collection. The data were interpreted in the light of Content Analysis. The empirical field selected for the research is the Quilombola Community of Itamatatiua, in the municipality of Alcântara, State of Maranhão. This Community is composed by 452 people. The investigated sample was composed by 45 dwellers, that is, 10% of the totality. From these ones, 77.8% are women and 22.2% are men. The data were organized in three categories: profile of interviewees, sources and information needs. The results evidence that most of the participants are from the feminine sex, adults, with low or no one schooling, income dependent of governmental programs and, in general, lower than one third of a minimum wage. Orality is the option of all the interviewees as a source for the obtainment of information, followed by television (35) and only seven interviewees mentioned the formal sources (dictionaries, books, handouts and magazines). The information needs that are mapped include themes about health, education, labor, habitation, which are linked to the roles performed by each individual. It is perceived, in the context of analysis of these needs, a fertile space to help in the fortification of the traditional practices of these groups that are transmitted through orality and to become them more conscious about their culture and the place they occupy in the world. It is concluded that the investigated women are information users and their information interests need to be attended, respecting the oral tradition, not only by means of workshops and cultural actions, but also offering possibilities of accessing differentiate information resources, which potentiate their social protagonism, permitting them by themselves the conquer of rights that have been usurped by an exclusionary and discriminatory social structure. This way, it is unleashed the opening of science to society.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29808
Appears in Collections:Teses de Doutorado (POSICI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese COMPLETA Final (1)-mesclado.pdf7.21 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA