DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Rede Nordeste (Renorbio) >
Teses de Doutorado (Renorbio) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29537

Title: Estudo etnobotânico de plantas medicinais numa comunidade rural de Vitória da Conquista (Bahia), análise fitoquímica e efeito antifúngico do extrato etanólico das folhas de Spondias purpurea L.
Authors: Silva, Gabriele Marisco da
???metadata.dc.contributor.advisor???: Pungartnik, Cristina
Keywords: antifungal;Moniliophthora perniciosa;Candida;biological control;medicinal plant;seriguela;controle biológico;planta medicinal;antifúngico
Issue Date: 17-May-2019
Abstract: Este trabalho objetivou identificar os componentes bioativos e o mecanismo de ação do extrato etanólico de Spondias purpurea L. em fungos. O Capítulo 1 foi realizado através de um levantamento etnobotânico conduzido na comunidade São Sebastião – Vitória da Conquista – Bahia, as análises foram realizadas através das ferramentas fator de consenso entre informantes, importância relativa e nível de fidelidade. O Capítulo 2 consta de uma revisão bibliográfica e busca de anterioridade de patentes utilizando bancos de dados sobre a planta S. purpurea. O Capítulo 3 se refere à atividade antifúngica da planta S. purpurea contra Moniliophthora perniciosa, prospecção fitoquímica do extrato e frações e caracterização química da fração ativa. E o Capítulo 4 revela a atividade antimicrobiana da planta S. purpurea contra microrganismos patogênicos em humanos e atividade citotóxica. Um total de 46 plantas foi citado pela comunidade São Sebastião, onde a planta S. purpurea se destacou pelo seu nível de fidelidade 100%, merecendo destaque para estudos de atividade biológica. Em seguida foi realizado um levantamento de dados bibliográficos sobre esta planta, mostrando necessidade de mais pesquisas referentes a S. purpurea, principalmente das folhas. Foi obtido o extrato bruto etanólico da planta e o fracionamento deste extrato (FA, FB, FC e FD). O extrato bruto etanólico e uma fração isolada da planta (FA) destacaram-se pela atividade antifúngica contra M. perniciosa. A fração isolada ativa (FA) foi identificada com 14 terpenos majoritários. O extrato da planta S. purpurea não mostrou atividade antibacteriana, mas apresentou atividade contra Candida sp e indicou toxicidade contra Artemia salina. Sendo assim, este trabalho mostrou que S. purpurea possui atividade antifúngica contra M. perniciosa e espécies de Candida, podendo ser um produto utilizado como controle biológico, fazendo o uso de terpenos, possivelmente via produção de espécies reativas de oxigênio, que parecem estar relacionadas com essa atividade.
The general objective of this work was to identify bioactive compounds and the mechanism of action of Spondias purpurea L. extracts on fungi. Chapter 1 was carried out through an ethnobotanical survey carried out in the community of São Sebastião – Vitória da Conquista – Bahia; analyses were performed by using tools (informant consensus factor, relative importance and fidelity level). In Chapter 2, a literature review was performed as well as a search for prior patents using databases on the plant S. purpurea. Chapter 3 referred to the antifungal activity of the plant S. purpurea against Moniliophthora perniciosa, phytochemical prospection of extracts and chemical characterization of the active fraction. In addition, Chapter 4 evaluated the antimicrobial activity of the plant S. purpurea against pathogenic microrganisms in humans and cytotoxic activity. Forty-six plants were cited by the community of São Sebastião where the plant S. purpurea stood out for its fidelity level (100%), thus deserving futher studies on biological activity. Then, a survey of bibliographic data on this plant was performed, showing a need for more research on S. purpurea, leaves mainly. The crude ethanol extract and fractions of this extract (FA, FB, FC and FD) were obtained. The crude ethanol extract and an isolated fraction from the plant (FA) stood out for their antifungal activity against M. perniciosa. The isolated active fraction (FA) was identified with 14 major terpenes. S. purpurea plant extract showed no antibacterial activity, but showed activity against Candida species and indicated toxicity against Artemia salina. Therefore, this work has shown that S. purpurea has antifungal activity against M. perniciosa and Candida and that may be a product to be used as biological control, by using terpenes, possibly via the production of reactive oxygen species, which seem to be related to this activity.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29537
Appears in Collections:Teses de Doutorado (Renorbio)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
tese_ Gabriele Marisco.pdf13.27 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA