DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Artigos Publicados em Periódicos (Medicina) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2854

Title: Prescrição de quelantes de fósforo e calcitriol para pacientes em hemodiálise crônica
Other Titles: Revista da Associação Médica Brasileira
Authors: Martins, Maria Tereza Silveira
Silva, Luciana Ferreira da
Martins, Márcia Tereza Silva
Matos, Cácia Mendes
Melo, Nelson Almeida D'ávila
Azevedo, Matheus Freitas Cardoso de
Travessa, Iane Érica M.
Amoedo, Maurício Kauark
Fernandes, Pedro Amoedo
Nogueira, Fernanda Conceição Pereira
Lopes, Gildete Barreto
Lopes, Antonio Alberto da Silva
Keywords: Hemodiálise;Metabolismo mineral;Quelante de fósforo;Vitamina D;Hemodialysis;Mineral metabolism;Phosphate binder;Vitamin D
Issue Date: 2009
Abstract: OBJETIVO: Descrever a frequência de prescrição de quelantes de fósforo (QF) e calcitriol em pacientes sob hemodiálise (HD) crônica em Salvador, Brasil, e avaliar se o tratamento está de acordo com recomendações do Kidney Disease Outcomes Quality Initiative (K/DOQI). MÉTODOS: Corte transversal de dados da linha de base do Estudo Prospectivo do Prognóstico de Pacientes Tratados Cronicamente por Hemodiálise (PROHEMO). Foi realizada descrição da frequência de prescrição de QF e calcitriol conforme as concentrações de indicadores laboratoriais do metabolismo mineral, comparando com recomendações do K/DOQI. RESULTADOS: Sevelamer isoladamente (i.e., não combinado com outro QF) foi prescrito para 45,4% dos pacientes, carbonato de cálcio (CaCO3) isoladamente para 26,5%, sevelamer combinado com CaCO3 para 2,1% e acetato de cálcio para 5,2%. Prescrição de QF foi observada para 53% dos pacientes com fósforo <3,5 mg/dL e 40% com fósforo <3,0 mg/dL. Em desacordo com K/DOQI, prescrição de calcitriol foi detectada para 19% dos pacientes com PTH<150 pg/mL e ausência da prescrição para aproximadamente 35,4% com PTH>300 pg/dL combinado com fósforo menor ou igual a 5,5 mg/dL, cálcio menor ou igual a 9,5 mg/dL e produto cálcio e fósforo (CaxP)<55 mg2/dL2. Neste último grupo, 38% tiveram prescrição de sevelamer sem outro QF. CONCLUSÃO: Os resultados mostram um elevado percentual de prescrição de sevelamer em pacientes em HD de manutenção em uma cidade brasileira, apesar do alto custo deste medicamento e ausência de contraindicação para QF à base de cálcio. Os resultados em pacientes com PTH<150 pg/mL e com PTH>300 pg/mL combinado com determinadas concentrações de cálcio, fósforo e CaxP indicam também a necessidade de avaliar as práticas de uso de QF e calcitriol.
Description: P. 70-74
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2854
ISSN: 0104-4230
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Medicina)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
v55n1a19.pdf75.7 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA