DSpace

RI UFBA >
Instituto de Psicologia >
Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI) >
Teses de Doutorado (PPGPSI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28440

Title: Transição para a vida adulta em duas gerações de famílias origem popular
Authors: Carneiro, Ava da Silva Carvalho
???metadata.dc.contributor.advisor???: Sampaio, Sônia Maria Rocha
Keywords: Transição para a vida adulta;Juventude;Psicologia do Desenvolvimento;Vida universitária;Ações afirmativas
Issue Date: 22-Jan-2019
Abstract: Esta tese tem como objetivo principal compreender como os novos egressos das universidades públicas, que acessaram a educação superior pelo sistema de reserva de vagas, vivenciaram a transição para a vida adulta, e de que forma essa experiência de transição ocorreu nas gerações anteriores, na mesma família, considerando pais que interromperam os seus percursos escolares ainda na educação básica. Foram entrevistados cinco egressos da Universidade Federal da Bahia, suas mães, e dois pais. A pesquisa foi delineada a partir da abordagem da Teoria da Transição, proposta por Nancy Schlossberg, Elinor Waters e Jane Goodman. Os dados, produzidos através das Entrevistas Compreensivas, revelam a impossibilidade de analisar a transição para a vida adulta exclusivamente pelo referencial desenvolvido por essas autoras. A discussão sobre as mudanças que afetam essa nova geração a partir da experiência universitária, a compreensão a respeito dos processos de formação educacional nessas famílias e as noções desenvolvidas a respeito da adultez induziram à composição de um quadro teórico apoiado pelos conceitos de geração, de Karl Mannheim, e de espaço de experiência e horizonte de expectativa, de Reinhart Koselleck. Essa convergência teórica indicou que o prolongamento da juventude ainda não é um fenômeno presente entre os entrevistados, mesmo com o alongamento das trajetórias escolares, embora o investimento na educação tenha permitido uma vivência da adolescência praticamente inexistente entre os seus pais. A experiência no mundo do trabalho apareceu como o principal evento definidor da entrada na vida adulta. As políticas de permanência, parte do projeto das ações afirmativas, garantiram o adiamento ou a saída desse cotidiano laboral e asseguraram maior dedicação aos estudos entre os mais jovens, enquanto cursavam a graduação. Nesse sentido, cabe destacar a mudança no tempo, principalmente quanto às expectativas que esses filhos vão desenvolver em relação ao futuro, e a possibilidade que eles passam a ter de organizar as suas experiências. As transformações sociais, econômicas e culturais no Brasil, a partir dos anos 2000, apoiaram o início de um processo de democratização da educação superior que influi nesse novo panorama de experiências entre os jovens de origem popular.
This thesis´s main objective is to understand how new public universities undergraduates, who accessed higher education through quota system, experienced the transition to adult life. Also, it aims to investigate how this transition experience occurred in the previous generation, in the same families, considering parents who interrupted their school pathways in basic education. Five graduates of the Federal University of Bahia, their mothers, and two of their fathers were interviewed. Transition Theory, as proposed by Nancy Schlossberg, Elinor Waters and Jane Goodman, helped delineate this research. The data, produced through Comprehensive Interviews, revealed the impossibility of analyzing the transition to adulthood exclusively by the referential developed by these authors. The debate about the changes that affect this new generation, regarding their university experience, the understanding of the educational formation processes in these families and the developed notions about adulthood have induced the composition of a theoretical framework supported by the theory of generations, of Karl Mannheim, and the space of experience and horizon of expectation, of Reinhart Koselleck. This theoretical convergence indicated that the youth enlargement is not yet a phenomenon among these graduates, even with school improvement trajectories. Nevertheless, the investment in education has allowed them an adolescence experience that was almost non-existent among their parents. The experience in the world of work appears as the main defining event into adult life. The permanence policies, part of the affirmative action project, ensured the postponement or exit from this work routine and ensured a greater dedication to studies among the youngest while attending undergraduate school. In this sense, it is important to highlight the change in time, especially regarding the expectations that these sons and daughters will develop in relation to the future and the possibility they will have to organize their own experiences. The social, economic and cultural transformations in Brazil, starting in the 2000s, supported the beginning of a democratization process in higher education that influences this new panorama of experiences among the young of popular origin.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28440
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGPSI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE AVA NOVEMBRO ficha cat termo aprovacao 11.12.18.pdf2.23 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA