DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (OCEANOGRAFIA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27732

Title: Traços biológicos de poliquetas (annelida; polychaeta) como ferramenta para acessar funções ecológicas no ecossistema estuarino
Authors: Freitas, Amanda Domingues Martins
???metadata.dc.contributor.advisor???: Barros Junior, Francisco Carlos Rocha de
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Costa, Yuri
Keywords: Funcionamento ecossistêmico;Traços funcionais;Invertebrados bentônicos
Issue Date: 17-Oct-2018
Abstract: As funções ecológicas são importantes para manutenção dos ecossistemas e podem ser definidas como os papéis desempenhados pelos organismos no ambiente. Muitos estudos têm utilizado a abordagem funcional baseada nos traços biológicos das espécies para acessar o funcionamento ecossistêmico. Entretanto, essa abordagem não explicita como funções específicas se distribuem nos sistemas naturais. Além disso, não há uma relação clara entre taxonomia, traços biológicos e função que permita investigar como os táxons são responsáveis pela manutenção de determinadas funções no ambiente. O presente trabalho tem como objetivo caracterizar a relação entre classificação taxonômica e funções ecológicas de poliquetas através de seus traços funcionais. Adicionalmente, foram avaliadas potenciais diferenças na distribuição das funções dos poliquetas ao longo de um gradiente estuarino e variações no tempo. Para tal, foram elencadas funções ecológicas importantes para o funcionamento de estuários. Os traços biológicos das famílias dos poliquetas registrados na Baía de todos os Santos foram obtidos na literatura e em bases de dados, e calculados os códigos Fuzzy para afinidade das categorias de traços. Foram produzidas redes que relacionam as funções, os traços e as famílias com maior potencial para desempenhar cada uma das funções no estuário. A distribuição das funções ecológicas ao longo do gradiente estuarino foi investigada através da abundância ponderada de traços de poliquetas identificadas em diferentes pontos do estuário e utilizando dados de diferentes campanhas de amostragem. Foram criadas ordenações nMDS para representar a similaridade das estações amostrais quanto aos traços e a abundância de cada função ao longo das estações amostrais. Estações a jusante apresentaram conjuntos de traços mais similares e um maior número de traços associados às funções ecológicas investigadas. Houve maior redundância funcional para a função remobilização do sedimento a jusante do estuário e menor redundância a montante para maioria das funções (e.g. fragmentação da matéria orgânica). A abordagem utilizada no presente trabalho permite realizar inferências sobre quais são os organismos mais importantes para o funcionamento do sistema e compreender como a distribuição dos táxons pode contribuir para recuperação do sistema após distúrbios. É sugerido que estudos que pretendam acessar o funcionamento ecossistêmico, façam uso da relação entre taxonomia, traço e função a fim de tornar mais eficiente e mais clara a compreensão dos resultados que vem sendo obtidos através dos cálculos de índices de diversidade e redundância funcional.
ABSTRACT- Ecological functions are extremely important for the ecosystems maintenance and could be defined as roles played by organisms on the environment. Many studies have been using the functional approach based on the species biological traits in order to access the ecosystem functioning. However, this approach alone does not allow us to understand how specific functions are distributed in natural systems neither show an explicit relation among taxonomy, biological traits and a function. This paper aims to characterize the relationship between taxonomic classification and ecological functions of polychaetes through their functional traits. Additionally, differences in the distribution of polychaete functions along the estuarine gradient at different times were described. Important ecological functions for the functioning of estuaries have been listed. The biological traits of the polychaetes´ families recorded in Todos os Santos Bay were obtained from the literature and databases and calculated the Fuzzy codes for the traits´ categories affinity. Networks were produced to relate the functions, traits and families with functions in the estuary. The distribution of ecological functions along the estuarine gradient was investigated through the weighted abundance of polychaetes traces at different points and sampling times in an estuary. NMDS ordinations were created to represent the similarity of traces between the sampling stations and the abundance of each function. Downstream stations presented more similar sets of traits and larger number of traits associated to ecological functions. There was greater functional redundancy for remobilization of the sediment downstream of the estuary and less upstream redundancy for most of the other functions (i.e. fragmentation of organic matter). The approach used here allowed to make inferences about which were the most important organisms in terms of functioning and understand how taxons distribution can contribute to system´s recovery after disturbances. It is suggested that studies which intend to access ecosystem functioning, make the relationship among taxonomy, trait and function explicit.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27732
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (OCEANOGRAFIA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Monografia_Amanda_Martins.pdf1.71 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA