DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (OCEANOGRAFIA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27688

Title: Ocorrência e distribuição espaço-temporal de larvas de carangidae na Baía de Todos os Santos, Bahia
Authors: Aboim, Igor Lima
???metadata.dc.contributor.advisor???: Mafalda Júnior, Paulo de Oliveira
Keywords: Ictioplâncton;Estuário;Pluviosidade;Variáveis oceanográficas
Issue Date: 11-Oct-2018
Abstract: Este trabalho tem como objetivo investigar a ocorrência de larvas de Carangidae caracterizando a sua distribuição espaço-temporal sob influência das condições meteorológicas e oceanográficas em um perfil localizado entre a zona costeira, o interior da Baía de Todos os Santos e o estuário do rio Paraguaçu. As coletas foram realizadas mensalmente em 4 estações de amostragem durante a estofa de maré enchente, em direção ao interior da BTS, entre o período de maio de 2012 e agosto de 2013. O plâncton foi coletado utilizando-se rede cônica, malha 200 μm, em arrastos horizontais de subsuperfície e os dados da estrutura oceanográfica (temperatura e salinidade) foram obtidos utilizando CTD. Apesar do padrão irregular de precipitação pluviométrica mensal, os valores mais elevados de temperatura e salinidade foram registrados nos meses de clima seco, quando predominou a massa de água Tropical. Foi verificado um gradiente oceanográfico espacial, ao longo do perfil BTS, gerado em função do aumento de temperatura, turbidez, MPS e biovolume de mesozooplâncton, que foi acompanhada por uma diminuição da salinidade para o interior da BTS. Um total de 71 larvas de Carangidae, representando 2 espécies; Chloroscombrus chrysurus (Linnaeus 1766) e Naucrates ductor (Linnaeus 1785), além de 1 gênero (Oligoplitessp) foram identificados na BTS. Chloroscombrus chrysurus e Oligoplites spp. foram os taxa mais abundantes. As larvas de Carangidae foram responsáveis por aproximadamente 9% do total de larvas de peixes capturadas no período de estudo e estiveram presentes em 39% do total de amostras, sendo por isto consideradas raras e pouco frequentes. Provavelmente, devido ao gradiente climatológica alterado não foram detectadas modificações temporais significativas na ictiofauna larval de carangídeos. As larvas de Chloroscombrus chrysurus e Oligoplites spp estiveram concentradas na estação 3, localizada na desembocadura do estuário do rio Paragauçu, indicando o seu transporte da zona costeira para áreas de crescimento localizadas no interior da BTS. As larvas de carangídeos foram influenciadas por temperaturas mais elevadas e pelo maior biovolume de mesozooplâncton, mas não foi detectada influência da salinidade, turbidez e material particulado em suspensão sobre a distribuição espaço-temporal das larvas de Carangidae.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27688
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (OCEANOGRAFIA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Monografia_Igor_Aboim.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA