DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Artigos Publicados em Periódicos Nacionais (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26942

Title: Body image dissatisfaction and dietary patterns according to nutritional status in adolescents.
Authors: Ribeiro-Silva, Rita de Cássia
Fiaccone, Rosemeire Leovigildo
Conceição-Machado, Maria Ester Pereira da
Ruiz, Ana Santos
Barreto, Maurício Lima
Santana, Mônica Leila Portela de
Keywords: Padrões alimentares;Insatisfação com a imagem corporal;Adolescentes;Índice de massa corporal
Issue Date: 2017
Publisher: Sociedade Brasileira de Pediatria
Abstract: Objetivo: Há poucos dados sobre a associação entre autopercepção corporal e padrões alimentares no Brasil. Assim, este estudo teve como objetivo explorar a relação entre insatisfação com a imagem corpora (IIC)e padrões alimentares de acordo com o estado antropométrico em adolescentes. Métodos: Um estudo transversal com 1.496 adolescentes foi conduzido. Os participantes preencheram o Questionário de Imagem Corporal. Dados demográficos, antropométricos e socioeconômicos foram coletados, bem como informações relacionadas ao desenvolvimento puberal e ao consumo alimentar. Foi feita uma regressão logística para avaliar as associações de interesse. Resultados: A IIC foi identificada em 19,5% dos adolescentes. Três padrões alimentares foram identificados: (1)O padrão Ocidental, composto de doces e acúcares, refrigerantes, pratos típicos,artigos de pastelaria, fast food, carne bovina, leite e laticínios,(2) o padrão Tradicional, composto de óleos, frango, peixe, ovos, produtos de carne processada, cereais (arroz, farinha de mandioca, massas etc.), feijão cozido e pão e (3) o padrão Restritivo, composto de granola, raízes,verduras e frutas. Entre adolescentes acima do peso/obesos, os dados indicaram uma associação negativa entre IIC leve [RC = 0,240(0,100; 0,576)] e IIC moderada[RC=0,235(0,086;0,645)] e padrões alimentares ocidentais. Além disso, nesse grupo, houve uma associação positiva entre a IIC grave e o padrão Restritivo [RC=2,794 (1,178; 6,630)]. Conclusão: Entre adolescentes acima do peso/obesos,aqueles com IIC(leve e moderada)apresentaram menor probabilidade de seguir um padrão alimentar Ocidental em comparação com os satisfeitos com sua imagem corporal. Além disso, nesse grupo, adolescentes com IIC grave apresentaram maior probabilidade de seguir um padrão Restritivo.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26942
ISSN: 1678-4782
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos Nacionais (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Rita Ribeiro et al. 2017.pdf350.45 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA