DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Artigos Publicados em Periódicos (IGEO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2641

Title: Geologia, petrografia e litogeoquímica do batólito Trondhjemítico nordestina, núcleo Serrinha, Nordeste da Bahia
Other Titles: Revista Brasileira de Geociências
Authors: Cruz Filho, Basílio Elesbão da
Conceicao, Herbet
Rios, Débora Correia
Rosa, Maria de Lourdes da Silva
Marinho, Moacyr Moura
Keywords: Núcleo Serrinha. Batólito Nordestina. Trondhjemito.;Serrinha Nucleus. Nordestina Batholith. Trondhjemite.
Issue Date: Jun-2003
Abstract: O Batólito de Nordestina (720 km2), localizado na parte central do Núcleo Serrinha, leste do Estado da Bahia, é uma intrusão paleoproterozóica (2,1 Ga) colocada na interface tectônica entre os terrenos gnaíssico-migmatíticos arqueanos e as unidades vulcanossedimentares do Greenstone BeIt Rio ltapicuru. A forma alongada NS deste batólito, associada à presença de foliação magmática concêntrica que se intensifica em direção a sua periferia, é interpretada como produzida por uma colocação sintectônica, correlacionável ao evento compressional transamazônico responsável pelo fechamento da bacia Rio Itapicuru. Este batólito trondhjemítico é constituído por dois conjuntos litológicos predominantes: um com textura fanerítica e outro com textura porfirítica limitado a sua porção central. Diques graníticos e enclaves dioríticos ocorrem de forma subordinada no batólito. As rochas trondhjemíticas estudadas apresentam estreita variação de SiO2 (68-72%), baixos conteúdos de FeO, MgO e TiO2, altos percentuais de A12O3 (15- 17%), espectros de ETR fracionados, fracas e variáveis anomalias em Eu, e conteúdos de La e Yb similares aos trondhjemitos arqueanos da Finlândia. Os modelamentos petrogenéticos efetuados permitiram explicar a formação dos trondhjemitos porfiríticos do centro do batólito a partir da cristalização fracionada de magmas com composição similares aos da borda do corpo, formando como cumulatos dioritos. Os dados obtidos neste estudo, quando correlacionados aos disponíveis na bibliografia sobre o Núcleo Serrinha, permitem inferir que o magmatismo trondhjemítico representa o produto da fusão parcial de placa oceânica paleoproterozóica e seja correlacionável aos termos sódicos do vulcanismo cálcio-alcalino do Greenstone BeIt do Rio ltapicuru.
Description: p.175-186
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2641
ISSN: 2177-4382
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (IGEO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
11488-37039-1-PB.pdf272.67 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA